sicnot

Perfil

Mundo

Trump quer acabar com lei que limita atividade política de grupos religiosos

© Carlos Barria / Reuters

O Presidente norte-americano prometeu esta quinta-feira destruir uma lei que limita a participação e apoio a atividades políticas de grupos religiosos, garantindo que vai proteger a liberdade religiosa.

"Vou acabar (com ela) e destruirei totalmente a 'emenda Johnson' e permitirei que os nossos representantes da fé falem livremente e sem temer represálias", afirmou Donald Trump, no discurso proferido no 'National Prayer Breakfast', em Washington.

Este ato mistura política e religião, e realiza-se tradicionalmente na primeira quinta-feira de fevereiro. A chamada 'emenda Johnson', introduzida pelo então senador Lyndon B. Jonhson em 1954, que foi posteriormente Presidente dos Estados Unidos (1963-1969), estabelece que os credos religiosos e outras organizações isentas de impostos não estão autorizados a fazer campanha ou apoiar abertamente candidatos a cargos políticos.

No seu discurso, Trump alertou que a liberdade religiosa é "um direito sagrado", que está atualmente "sob ameaça", tanto nos Estados Unidos como no resto do mundo.

"O terrorismo é uma ameaça fundamental à liberdade religiosa", sublinhou. Trump disse que a sua administração fará "tudo o que é possível" para "proteger a liberdade religiosa" no país e que os Estados Unidos "devem ser sempre uma sociedade tolerante onde todos os credos sejam respeitados".

Donald Trump defendeu que os norte-americanos têm que sentir-se seguros e lembrou que começou a tomar "ações necessárias" para alcançar esse objetivo, numa aparente alusão à ordem para impedir temporariamente a entrada nos Estados Unidos de todos os refugiados e cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Iraque, Irão, Líbia, Síria, Somália, Sudão e Iémen).

"A nossa nação tem o sistema de imigração mais generoso do mundo" e muitos querem aproveitar-se disse "para minar os valores que tanto queremos" ou com o propósito de "espalhar a violência", denunciou.

O Presidente norte-americano adiantou, sem pormenorizar, que "nos próximos dias, vai ser desenvolvido um sistema para garantir" que as pessoas autorizadas a entrar no país "abraçam plenamente os valores de liberdade religiosa e pessoal"."Queremos que as pessoas entrem na nossa nação, mas queremos quem nos ama e aos nossos valores, não quem nos odeia", afirmou.

Lusa

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • Em Fátima só há escolas públicas no pré-escolar e 1.º ciclo
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.