sicnot

Perfil

Mundo

EUA avisam Pyongyang: uso de armas nucleares terá resposta "esmagadora"

Jim Mattis, secretário de Estado da Defesa norte-americano, e Han Min Koo, ministro da Defesa da Coreia do Sul.

O secretário de Estado da Defesa norte-americano avisou a Coreia do Norte de que os Estados Unidos estão preparados para responder de forma "esmagadora" caso Pyongyang recorra ao uso de armamento nuclear. As declarações de Jim Mattis foram feitas esta sexta-feira, na Coreia do Sul, perante a possibilidade das autoridades norte-coreanas se prepararem para testar um novo míssil balístico e armamento nuclear.

"Qualquer ataque contra os Estados Unidos, ou algum dos nossos aliados, será derrotado, e qualquer uso de armamento nuclear será motivo para uma resposta efetiva e esmagadora", afirmou Jim Mattis, no final de uma visita de dois dias à Coreia do Sul.

Pyongyang, que ameaça regularmente Seul e os seus aliados, incluindo os Estados Unidos, realizou mais de 20 testes de mísseis balísticos no ano passado, e fez também dois ensaios com armamento nuclear, desafiando as resoluções e sanções das Nações Unidas.

De acordo com uma fonte norte-americana, referida pela Reuters, a Coreia do Norte parece ter reiniciado operações de um reator na central nuclear de Yongbyon, que produz plutónio que poderá ser usado em armamento nuclear.

"A Coreia do Norte continua a testar mísseis, a desenvolver o seu armamento nuclear e empenhada num discurso e comportamento ameaçadores", referiu Mattis.

As iniciativas de Pyongyang já levaram os Estados Unidos e a Coreia do Sul a reforçaram os sistemas de segurança defensiva. Washington planeia instalar na região, no final do ano, um sistema de mísseis de defesa, denominado THAAD - Terminal High Altitude Area Defense. Um anúncio, feito esta sexta-feira, que já mereceu a contestação imediata da China.

"Não acreditamos que esta iniciativa dos EUA vá conduzir a uma resolução da questão nuclear na Península da Coreia, nem para manter a paz e estabilidade na região", afirmou o chefe da diplomacia chinesa, Lu Kang, numa conferência de imprensa em Pequim.

Depois da visita à Coreia do Norte, o secretário de Estado da Defesa dos EUA desloca-se ao Japão, onde chega esta sexta-feira.

  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Furacão Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC