sicnot

Perfil

Mundo

Polícias franceses acusados de violar suspeito detido

Centenas de pessoas manifestaram-se ontem nas ruas de Aulnay-sous-Bois em apoio ao jovem identificado como Theo.

Milos Krivokapic / AP

Um jovem negro testemunhou às autoridades ter sido violado com um bastão por agentes da polícia num subúrbio no noroeste de Paris. Um dos agentes foi acusado de violação e outros três de violência agravada, estando os quatro suspensos de funções.

O jovem de 22 anos, apenas identificado como Theo, disse que, na passada quinta-feira, tinha acabado de sair casa em Aulnay-sous-Bois quando se viu envolvido no meio de uma rusga policial, que visava traficantes de droga. Quando tentou resistir foi agredido com bastões pela polícia.

Uma câmara de vídeovigilância filmou os acontecimentos e mostra, segundo fonte próxima do inquérito à agência France Press, um polícia "a golpear horizontalmente o bastão ao nível do traseiro" de um jovem cujas "calças deslizaram".

Gravemente ferido no recto, o rapaz foi operado ontem e ainda hoje estava hospitalizado. Foi no hospital que falou com o advogado e contou o que se passou.

O ministro do Interior suspendeu os quatro agentes afirmando que os factos têm que ser apurados "sem ambiguidades".

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.