sicnot

Perfil

Mundo

Dissidente russo "envenenado"

O oposicionista russo Vladimir Kara-Murza, internado de urgência por falência de órgãos, foi envenenado, garante a mulher.

De acordo com Yevgenia, mulher do dissidente, os médicos ter-lhe-ão garantido que Kara-Mursa foi diagnosticado com "um envenenamento agudo por uma substância não identificada".

Amostras de sangue foram enviadas pela família para um laboratório privado em Israel, a fim de determinar a toxina.

Kara-Murza, que descreveu os assassinatos políticos como uma política de Kremlin, permanece inconsciente e tem sido mantido vivo através de mecanismos artificiais de respiração em Moscovo desde quinta-feira.

O suposto envenenamento é tornado público numa altura em que se fala do tratamento dado aos dissidentes políticos pela Rússia.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01