sicnot

Perfil

Mundo

"Ela foi avisada. Foi-lhe dada uma explicação. Mesmo assim, ela persistiu"

Reuters

"Ela foi avisada. Foi-lhe dada uma explicação. Mesmo assim, ela persistiu". Foi esta a afirmação utilizada pelo líder da maioria republicana no Senado dos EUA para silenciar a democrata Elizabeth Warren a meio de um discurso na câmara alta. A declaração tornou-se agora o "grito de guerra" dos apoiantes da senadora nas redes sociais, que já criaram uma hashtag.

#ShePersisted difundiu-se rapidamente como um apelo à luta no Twitter.

Elizabeth Warren foi impedida de continuar a ler uma carta escrita há 30 anos pela mulher de Martin Luther King, na qual criticava Jeff Sessions, assegurando que o mesmo tinha usado o seu cargo de advogado no Alabama para "intimidar e assustar os eleitores negros de idade avançada".

"Eles podem calar-me, mas não podem mudar a verdade", declarou mais tarde a senadora à CNN.

Warren leu depois a carta na íntegra, e em LiveStreaming, no Facebook.

Mitch McConnell, líder da maioria republicana, alegou que o discurso de Warren punha em causa as regras do Senado, ao contestar a conduta de outro senador e acabou por levar a intervenção a votação, que silenciou a senadora.

A senadora está agora impedida de intervir em qualquer debate sobre a nomeação de Jeff Sessions para procurador-geral.

  • Senadora democrata silenciada por republicanos

    Mundo

    A senadora democrata Elizabeth Warren foi silenciada ontem por republicanos, durante um debate no Senado sobre a nomeação de Jeff Sessions para procurador-geral. Warren lia uma carta escrita há 30 anos pela viúva de Martin Luther King, quando foi acusada de quebrar as regras do Senado.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.