sicnot

Perfil

Mundo

Senadora democrata silenciada por republicanos

AP

A senadora democrata Elizabeth Warren foi silenciada ontem por republicanos, durante um debate no Senado sobre a nomeação de Jeff Sessions para procurador-geral. Warren lia uma carta escrita há 30 anos pela viúva de Martin Luther King, quando foi acusada de quebrar as regras do Senado.

A carta que Elizabeth Warren lia, escrita há 30 anos, criticava Jeff Sessions, assegurando que o mesmo tinha usado o seu cargo de advogado no Alabama para "intimidar e assustar os eleitores negros de idade avançada" e tinha tomado medidas de cariz racista.

Mitch McConnell, líder da maioria republicana, alegou que o discurso de Warren unha em causa as regras do Senado, ao contestar a conduta de outro senador. Perante a sua objeção, a intervenção da senadora foi colocada sob votação e recusada, por 49 votos contra 43.

"Durante o debate sobre nomear ou não Jeff Sessions para procurador-geral , tentei ler uma carta de Coretta Scott King. A carta, de há 30 anos, instava o Senado a rejeitar a nomeação de Jeff Sessions para a magistratura. Os republicanos retiraram o meu direito de ler esta carta", escreveu disse no Facebook.

A senadora acabou por recorrer à rede social, onde leu na íntegra e em direto a carta de Coretta Scott King.

Senador durante 20 anos, Jeff Sessions converteu-se, durante a campanha eleitoral presidencial, num dos mais fiéis conselheiros de Trump, com quem se alinha em vários temas - como a criação de uma política de mão dura contra o crime e a deportação em massa dos imigrantes clandestinos que vivem nos Estados Unidos.

Warren não poderá agora intervir nas sessões para eleger o novo procurador-geral, que se espera acabarem hoje.

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.