sicnot

Perfil

Mundo

Trump usa Twitter presidencial para criticar loja que deixou de vender roupas da filha

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou esta quarta-feira a conta pessoal e presidencial no Twitter para criticar a cadeia de lojas Nordstrom, que deixou de vender roupas da filha, Ivanka Trump.

O tweet feito por Trump foi partilhado em primeiro lugar na conta pessoal do Presidente e depois repartilhado na conta presidencial. Nele, Trump, diz que a "filha Ivanka tem sido tratada de forma tão injusta pela Nordstrom.". Defende ainda que Ivanka é um "excelente pessoa", que o está sempre a ajudar a "fazer o correto" e termina a considerar a situação "terrível!".

A Nordstrom foi a primeira de várias cadeias de retalho que deixaram de trabalhar com os produtos da linha de roupa e acessórios de Ivanka.

© Kevin Lamarque / Reuters

© Chris Helgren / Reuters

© Chris Helgren / Reuters

© Chris Helgren / Reuters

Em reação, a Nordstrom defende que a decisão foi estritamente empresarial, devido ao reduzido impacto de vendas da marca da filha do Presidente norte-americano.

© Jonathan Alcorn / Reuters

Os tweets de Trump sobre este caso estão a gerar polémica e um grupo de supervisão do Governo admite até que esta se possa tratar de uma situação de "abuso de poder".

  • Os Trump - De Imigrantes à Presidência
    0:44

    Mundo

    Donald Trump, o 45º Presidente dos Estados Unidos – o cargo mais poderoso do mundo. Mas quem é este homem? Como é ele realmente? Em que é que acredita? Para o conhecer é necessário ir até às suas raízes e desvendar a saga da família Trump, desde o avô, alemão, que chegou aos EUA sozinho e com apenas 16 anos, passando pelos seus pais, pelo irmão alcoólico e pelas suas três vistosas mulheres. Uma história cheia de altos e baixos, resiliência, fortunas feitas a pulso, perdidas e recuperadas. Uma história que inclui bares, hotéis, prostituição, problemas com a lei… e que fez chegar um descendente de um pobre barbeiro imigrante a Presidente da América. PANORAMA BBC, sexta-feira, às 0130, na SIC Notícias.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48