sicnot

Perfil

Mundo

Descoberta técnica que permite detetar lesões renais de forma rápida e exata

Investigadores da Universidade de Aarhus, Dinamarca, descobriram uma técnica que permite diagnosticar lesões nos rins de forma "rápida e exata" e acreditam que, ainda que esteja apenas a ser testada em ratos, é transponível para humanos.

O estudo foi hoje publicado na revista Scientific Reports e anunciado em comunicado pela universidade.

De acordo com a investigação serão necessários apenas 45 minutos para chegar a um diagnóstico, usando amostras de sangue ou urina para testar a presença de uma enzima chamada 'fumarase'.

A fase seguinte é examinar o rim, usando um scanner para indicar em que parte do tecido se encontra a lesão, de acordo com um dos investigadores, Per Mose Nielsen.

"A enzima 'fumarase' é libertada das células danificadas por fatores externos.

Descobrimos que quanto maior a lesão renal, maior o nível da enzima detetado.

Isso significa que podemos de forma rápida e exata identificar o rim lesionado.

É possível detetar a lesão após 30 minutos [da sua formação] e até cerca de uma semana depois", disse Per Mose Nielson.

Até ao momento, a técnica foi apenas testada em ratos com lesões renais agudas, mas os investigadores esperam que o método seja transponível para humanos muito em breve.

"Estamos a fazer testes em sangue e urina humanos, mas ainda não começámos a fazer exames em scanner aos pacientes.

De momento, estamos a analisar amostras de sangue de pacientes em diálise com níveis diferentes de lesões renais. Se isto funcionar, podemos, em princípio, avançar em breve diretamente para a prática médica com as medições de 'fumarase'", explicou o investigador.

Lusa


  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.