sicnot

Perfil

Mundo

Trump reafirma confiança em assessora que promoveu produtos de Ivanka

© Carlos Barria / Reuters

A Casa Branca disse esta quinta-feira que Donald Trump continua "absolutamente" a apoiar a sua conselheira Kellyanne Conway, depois de esta ter promovido os produtos da linha de moda da sua filha, Ivanka Trump, durante uma entrevista televisiva.

"Vão comprar os produtos da Ivanka. Detesto fazer compras, mas hoje vou fazê-las", afirmou Kellyanne Conway, a partir da Casa Branca, com o selo desta em fundo, na cadeia televisiva Fox.

Em resposta a questões da AP, fonte da Casa Branca disse que o Presidente não tinha visto a entrevista de Conway à Fox News. Mas uma porta-voz afirmou que Trump "compreendia que ela estava apenas a apoiar uma mulher maravilhosa por quem ela tem grande respeito e sentiu que foi tratada injustamente".

A mesma fonte acrescentou que Trump também "apoia totalmente a sua filha".

A conselheira do Presidente respondeu assim ao anúncio, feito na semana passada, da cadeia de armazéns Nordstrom que ia deixar de vender a linha de vestuário e acessórios de Ivanka Trump.

Esta decisão tinha provocado na terça-feira a cólera do Presidente norte-americano, que se precipitou sobre a rede social Twitter para denunciar o tratamento dado à sua filha.

O porta-voz da Casa Branca, que defendeu na quarta-feira o direito de Trump "defender a sua família", desta vez distanciou-se das declarações de Conway.

"Kellyanne foi chamada à ordem sobre este assunto, ponto final", foi a reação seca de Sean Spicer, durante o encontro diário com os jornalistas.

Esta conselheira, omnipresente na comunicação social, tem estado no centro de várias polémicas, como a que se seguiu à sua invenção, com todos os pormenores, de um "massacre" cometido por alegados terroristas islâmicos numa cidade dos EUA.

Em todo o caso, esta nova polémica dá mais argumentos aos que acusam o clã Trump e os seus próximos de utilizar a Casa Branca para defender os seus próprios interesses.

O próprio Donald Trump alimentou estas suspeitas ao conservar a sua parte no império familiar que fez a sua fortuna, com ramificações em numerosos países estrangeiros aliados dos EUA.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.