sicnot

Perfil

Mundo

59 milhões de euros em cocaína dão à costa em Inglaterra

(Arquivo)

© / Reuters

Cocaína com o valor de mercado de 59 milhões de euros deu à costa em duas praias no leste de Inglaterra, anunciaram esta sexta-feira as autoridades britânicas encarregadas do combate ao crime organizado.

A droga -- 360 quilos -- encontrava-se dentro de sacos de viagem encontrados na quinta-feira em Hopton-on-Sea e hoje em Caister-on-Sea, aldeias de ambos os lados do grande porto de Great Yarmouth, em Norfolk, a 220 quilómetros a nordeste de Londres, indicou a Agência Nacional de Crime (NCA).

Um cidadão encontrou os sacos de viagem e alertou a polícia, que está agora à procura de outros que possam encontrar-se nas imediações.A polícia, a guarda fronteiriça e a guarda costeira estão a investigar como é que a droga foi dar àquelas praias, disse o investigador da NCA Matthew Rivers, em comunicado, acrescentando ser "extremamente improvável que fosse esse o seu destino".

"Esta é obviamente uma apreensão substancial de drogas de classe A, e a sua perda representa um grande prejuízo para as organizações criminosas envolvidas", observou Rivers.

No ano passado, dois traficantes de droga turcos foram detidos no Reino Unido, depois de terem sido apanhados com 3,2 toneladas de cocaína num barco no mar do Norte, em 2015, no âmbito de uma operação internacional.As drogas então apreendidas tinham um valor de mercado de cerca de 590 milhões de euros, pensando-se que essa terá sido a maior quantidade de cocaína alguma vez recuperada no mar na Europa.

Lusa

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.