sicnot

Perfil

Mundo

Ativista francês multado por acolher e ajudar migrantes ilegais

© Eric Gaillard / Reuters

Um ativista e agricultor francês foi condenado por ter ajudado migrantes a entrar em França. Cédric Herrou acolheu migrantes ilegais vindos de Itália nos últimos dois anos. O homem foi multado em 3 mil euros pelas autoridades.

Na sua casa nos Alpes franceses, Cedric acolheu ao longo dos últimos dois anos dezenas de refugiados. Só na última sexta-feira, as autoridades descobriram duas adolescentes provenientes do Sudão e da Eritreia na sua autocaravana.

Cedric Herrou admitiu ter ajudado pelo menos 60 migrantes ilegais, no que considera um "ato de humanidade" e não um crime.

Muitas das pessoas vão ter com Herrou a meio da noite, pedindo ajuda. Outras é o próprio que encontra em igrejas italianas e "transporta" para França.

O ativista foi multado em 3 mil euros mas poderia enfrentar uma pena que podia ir até aos cinco anos de prisão ou 30 mil euros.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01