sicnot

Perfil

Mundo

Temer diz que paralisação de militares é ilegal e inaceitável

Temer diz que paralisação de militares é ilegal e inaceitável

O Presidente do Brasil falou esta sexta-feira, pela primeira vez, sobre a violência no estado brasileiro do Espírito Santo, que até ao momento causou a morte de 126 pessoas. Michel Temer diz que a paralisação dos militares é ilegal e inaceitável. Para fazer face ao clima de insegurança, o Governo estadual já anunciou o envio de mais 500 homens para patrulhar o estado.

  • Ocorrências diminuíram mas a população do estado do Espírito Santo continua com medo
    4:52

    Mundo

    A correspondente da SIC no Brasil diz que, apesar da diminuição do número de episódios de violência no estado do Espírito Santo, a população continua com medo da situação que se vive devido à greve da polícia militar. Ivani Flora explica que, com a paralisação, o número de responsáveis pelo patrulhamento passou de 10 para dois mil homens. Até ao próximo sábado está prevista a chegada de mais mil elementos das forças armadas com experência em sistuações de conflito.

  • Militares em greve tentam chegar a acordo com Governo brasileiro
    1:55

    Mundo

    O Governo do estado do Espírito Santo, no Brasil, tem estado esta quinta-feira reunido com os familiares dos militares em greve. Em declarações à SIC Notícias, o vice-presidente da Associação de Cabos Soldados da Polícia Militar do Espírito Santo, Noé da Matta Ribeiro, considera que não vai ser fácil chegar a uma solução e lamenta que o Governo não invista nos militares. Por outro lado, o Governo diz que não é possível aumentar salários e fala em chantagem.

  • Caos no estado brasileiro de Espírito Santo
    3:09

    Mundo

    O número de mortos devido à onda de violência no estado brasileiro do Espírito Santo subiu para 95. Esta quarta-feira o Governo do Brasil enviou mais 550 elementos das Forças Armadas para ajudar a controlar o caos.

  • Onda de violência no Brasil começa a diminuir
    0:51

    Mundo

    A onda de violência no estado brasileiro do Espírito Santo começou a diminuir esta terça-feira mas ainda existem vários serviços fechados. O estado está parado há três dias devido a protestos motivados pela greve da polícia militar.

  • Cidadãos brasileiros protestam contra a greve da polícia
    3:19

    Mundo

    A situação no Brasil continua tensa devido à greve das forças policiais. Apesar de ainda não serem conhecidos dados relativos aos casos de violência, os cidadãos estão inseguros com a situação e protestam agora contra os próprios protestos da polícia, segundo explica a correspondente da SIC. De acordo com a jornalista Ivani Flora, há relatos de vários assaltos e lojas fechadas por precaução.

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.