sicnot

Perfil

Mundo

Manifestação em Bagdade termina com sete mortos

© Mahmoud Raouf Mahmoud / Reute

Pelo menos sete pessoas morreram e dezenas de outras ficaram feridas durante confrontos, hoje no centro de Bagdade, capital do Iraque, entre as forças de segurança iraquianas e manifestantes que reivindicam reformas eleitorais.

Segundo fonte policial citada pela agência France Presse, a violência provocou sete mortos, dois deles elementos das forças de segurança. Os outros cinco serão manifestantes.

A manifestação começou pacificamente e vários oradores chegaram a falar na praça de Tahrir.

Contudo, alguns manifestantes terão tentado atravessar à força um cordão policial. Depois de tentarem atravessar uma ponte, as forças de seguranças lançaram gás lacrimogéneo para tentar que parassem, segundo um responsável da polícia.

Milhares de iraquianos seguidos do clérigo xiita Moqtada al-Sadr encontravam-se na praça Tahrir (da Libertação] para pedir a dissolução da comissão eleitoral, bem como reformas políticas, depois de o líder religioso ter apelado à participação deste protesto.

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.