sicnot

Perfil

Mundo

Nova ronda de negociações de paz prevista para a próxima semana em Astana

O Governo sírio e grupos rebeldes armados foram de novo convocados para negociações de paz nos dias 15 e 16 de fevereiro em Astana, anunciou este sábado o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Cazaquistão.

"Foi decidido manter as próximas negociações de alto nível para resolver a situação na Síria nos dias 15 e 16 de fevereiro", anunciou em comunicado o ministério.

O Governo sírio, representantes da oposição armada e o enviado especial da ONU (Organização das Nações Unidas), Staffan de Mistura, devem participar nas conversações, patrocinadas pela Rússia, Turquia e Irão.Segundo o ministério, esta ronda de negociações vai contar ainda com a participação de uma delegação jordana e de delegados norte-americanos, que estarão presentes como observadores.

O respeito pelo cessar-fogo e medidas de estabilização da situação em determinadas regiões sírias vão estar na agenda das negociações.

Estas negociações na capital do Cazaquistão seguem-se a uma primeira ronda de conversações que decorreu no mês passado e que terminou sem avanços significativos quanto à resolução de um conflito que já fez mais de 310 mil mortos desde que começou, em 2011.

Lusa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.