sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades dos EUA detiveram mais de 600 imigrantes nos últimos sete dias

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

As autoridades federais dos Estados Unidos detiveram a semana passada mais de 600 imigrantes, informou esta segunda-feira o Governo norte-americano, sublinhando que as operações estiveram concentradas em pessoas suspeitas de "ameaça à segurança pública".

O secretário da Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Kelly, referiu, em comunicado, que "aproximadamente 75%" dos mais de 600 detidos eram "imigrantes delinquentes".

Aqueles "criminosos" estavam "condenados por vários delitos, entre os quais homicídio, abuso sexual, assalto sexual a um menor, atos lascivos ou indecentes a menor, narcotráfico, agressão física, assalto, abuso de álcool e acusações relacionadas com armas", afirmou John Kelly.

"Estas operações dirigiram-se a ameaças à segurança pública, como imigrantes delinquentes condenados e membros de grupos criminosos", sublinhou.

Os 680 detidos pelo Serviço de Imigração e Aduaneiro "representavam uma ameaça à segurança pública, à segurança fronteiriça ou à integridade do sistema migratório dos Estados Unidos", insistiu o chefe do Departamento de Segurança Nacional.

Segundo os números divulgados pelas autoridades, 235 dos detidos estavam nos estados do Ilinóis, Indiana, Wisconsin, Kentucky, Kansas e Missouri.

Outros 190 foram detidos na Georgia, Carolina do Norte ou Carolina do Sul, 161 em Los Angeles, 41 em Nova Iorque e 28 no Texas.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50