sicnot

Perfil

Mundo

Fobia de aranhas? Veja imagens sem "ter consciência"

Reuters

Mostrar imagens de aranhas a quem tem pavor delas, por um breve segundo, misturadas com fotos de flores, paisagens, pessoas, pode ser a solução para tratar esta fobia. Segundo um novo estudo, a exposição inconsciente às imagens fóbicas é mais eficaz do que a exposição consciente, por muito tempo.

Os resultados são publicados na revista Human Brain Mapping.

Bradley S. Peterson, director do Instituto para a Mente do Hospital Pediátrico de Los Angeles, e Paul Siegel, professor adjunto de Psicologia na da Universidade Estadual de Nova Iorque, conduziram o estudo. A mais de 20 mulheres com fobia de aranhas foram mostradas imagens destes artrópodes por uma fração de segundo, misturadas com imagens de flores. Posteriormente, às mesmas mulheres foram mostradas as imagens de aranhas, mas por muito mais tempo.

Ao mesmo tempo, a atividade cerebral ia sendo monitorizada e comparada com a de mulheres sem fobias.

No grupo das fobias, ver as imagens de aranhas muito brevemente resultou numa atividade relevante nas áreas do cérebro que regulam as respostas emocionais e comportamentais ao medo, e numa visível redução do mesmo - um resultado que os investigadores consideraram inesperado.

Por outro lado, quando as mulheres com fobia de aranhas foram expostas a imagens das mesmas por muito mais tempo, de uma forma consciente, o seu cérebro foi incapaz de controlar a resposta ao medo, fazendo-as sentir toda a ansiedade da sua fobia.

"O nosso estudo mostra que o cérebro processa melhor os estímulos do medo quando estes estão presentes sem um conhecimento consciente. A descoberta sugere que as pessoas com fobia poderão ficar mais bem preparadas para enfrentar os seus medos se não tiverem consciência de que os estão a enfrentar", explica Paul Siegel.

A técnica, acreditam os investigadores, poderá ser uma ferramenta útil no tratamento de certas fobias.

Os tratamentos atuais de fobias normalmente persuadem os pacientes a enfrentar os seus medos, o que para estes investigadores pode causar um grave stress emocional.

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Portugueses usam Facebook para marcar protestos contra incêndios

    País

    Os incêndios que têm acontecido este ano estão a causar revolta entre a população. Por essa razão, estão marcadas, através da rede social Facebook, várias manifestações para os próximos dias um pouco por todo o país. Os portugueses exigem a melhoria do sistema, para que as tragédias deste ano não se voltem a repetir.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.