sicnot

Perfil

Mundo

Fobia de aranhas? Veja imagens sem "ter consciência"

Reuters

Mostrar imagens de aranhas a quem tem pavor delas, por um breve segundo, misturadas com fotos de flores, paisagens, pessoas, pode ser a solução para tratar esta fobia. Segundo um novo estudo, a exposição inconsciente às imagens fóbicas é mais eficaz do que a exposição consciente, por muito tempo.

Os resultados são publicados na revista Human Brain Mapping.

Bradley S. Peterson, director do Instituto para a Mente do Hospital Pediátrico de Los Angeles, e Paul Siegel, professor adjunto de Psicologia na da Universidade Estadual de Nova Iorque, conduziram o estudo. A mais de 20 mulheres com fobia de aranhas foram mostradas imagens destes artrópodes por uma fração de segundo, misturadas com imagens de flores. Posteriormente, às mesmas mulheres foram mostradas as imagens de aranhas, mas por muito mais tempo.

Ao mesmo tempo, a atividade cerebral ia sendo monitorizada e comparada com a de mulheres sem fobias.

No grupo das fobias, ver as imagens de aranhas muito brevemente resultou numa atividade relevante nas áreas do cérebro que regulam as respostas emocionais e comportamentais ao medo, e numa visível redução do mesmo - um resultado que os investigadores consideraram inesperado.

Por outro lado, quando as mulheres com fobia de aranhas foram expostas a imagens das mesmas por muito mais tempo, de uma forma consciente, o seu cérebro foi incapaz de controlar a resposta ao medo, fazendo-as sentir toda a ansiedade da sua fobia.

"O nosso estudo mostra que o cérebro processa melhor os estímulos do medo quando estes estão presentes sem um conhecimento consciente. A descoberta sugere que as pessoas com fobia poderão ficar mais bem preparadas para enfrentar os seus medos se não tiverem consciência de que os estão a enfrentar", explica Paul Siegel.

A técnica, acreditam os investigadores, poderá ser uma ferramenta útil no tratamento de certas fobias.

Os tratamentos atuais de fobias normalmente persuadem os pacientes a enfrentar os seus medos, o que para estes investigadores pode causar um grave stress emocional.

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.