sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 180 mil pessoas retiradas devido ao risco de colapso de uma barragem na Califórnia

© Handout . / Reuters

Mais de 180 mil pessoas foram retiradas das suas casas a norte da Califórnia, nos Estados Unidos, devido aos danos causados pelas fortes chuvas na barragem de Oroville. O nível das águas subiu drasticamente e a estrutura terá começado a ceder devido à força das correntes. Em 50 anos de existência, esta é a primeira vez que se regista uma situação de emergência na barragem de Oroville.

As autoridades emitiram um alerta, através das redes sociais, no domingo à tarde, a avisar a população residente na zona do Lago Oroville para deixarem as suas casas. "Não é um simulacro", sublinhou o xerife da região no comunicado divulgado através das redes sociais.

O Serviço Meteorológico Nacional emitiu também um aviso de inundação devido ao risco "potencial" colapso de uma seção da barragem, situada a cerca de 250 quilómetros a nordeste de São Francisco.

Os residentes nas localidades de Oroville, Palermo, Gridley, Thermalito, South Oroville, Oroville Dam, Oroville East e Wyandotte foram, assim, aconselhados a deixar as suas casas.

O diário Los Angeles Times informou que a causa do alerta foi a descoberta de uma fissura, com as autoridades a tentarem tapar o buraco com sacos de pedras e a tentarem reduzir o nível de água da barragem de Oroville para diminuir a pressão.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".