sicnot

Perfil

Mundo

Sobreviventes de cancro da mama desfilam na Semana da Moda em Nova Iorque

© Andrew Kelly / Reuters

Várias sobreviventes de cancro da mama desfilaram na Semana da Moda em Nova Iorque no domingo. Um evento de moda "alternativo" ao programa habitual, e que ajudou a angariar fundos para a causa.

Imaginado pela designer Dana Donofree, também ela uma sobrevivente, o "AnaOno Intimates" deu oportunidade às mulheres que sofreram ou ainda batalham contra o cancro da mamã de desfilar em roupa interior.

Mulheres de todos os tamanhos e com diferentes histórias de vida desfilaram pela passadeira da Semana da Moda, naquele que foi o primeiro desfile de sempre de mulheres com cancro da mama.

"Senti-me sexy, bonita e orgulhosa", explicou Paige Moore. A mulher de 24 anos submeteu-se a uma dupla mastectomia um mês antes do evento. "As minhas cicatrizes são sexy e fantásticas, e eu estou aqui, estou viva e sinto-me bem. É a única coisa que interessa", disse.

© Andrew Kelly / Reuters

Os investigadores dos EUA e do Reino Unido afirmam que uma em cada oito mulheres norte-americanas serão diagnosticadas com cancro da mama durante a sua vida. Uma previsão que assusta muitas mulheres e uma das razões pela qual Dana Donofree decidiu criar o evento. Para "desmistificar" a doença e as suas consequências, e devolver a autoestima a estas mulheres.

A designer, que também foi operada ao peito pelas mesmas razões, começou a desenhar roupa interior para as mulheres que se tinham submetido a mastectomias e cuja lingerie tradicional já não servia.

Os fundos angariados com o desfile vão ser doados à "Cancerland", uma instituição de apoio às mulheres que sofrem de cancro da mama.

© Andrew Kelly / Reuters

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42