sicnot

Perfil

Mundo

Sobreviventes de cancro da mama desfilam na Semana da Moda em Nova Iorque

© Andrew Kelly / Reuters

Várias sobreviventes de cancro da mama desfilaram na Semana da Moda em Nova Iorque no domingo. Um evento de moda "alternativo" ao programa habitual, e que ajudou a angariar fundos para a causa.

Imaginado pela designer Dana Donofree, também ela uma sobrevivente, o "AnaOno Intimates" deu oportunidade às mulheres que sofreram ou ainda batalham contra o cancro da mamã de desfilar em roupa interior.

Mulheres de todos os tamanhos e com diferentes histórias de vida desfilaram pela passadeira da Semana da Moda, naquele que foi o primeiro desfile de sempre de mulheres com cancro da mama.

"Senti-me sexy, bonita e orgulhosa", explicou Paige Moore. A mulher de 24 anos submeteu-se a uma dupla mastectomia um mês antes do evento. "As minhas cicatrizes são sexy e fantásticas, e eu estou aqui, estou viva e sinto-me bem. É a única coisa que interessa", disse.

© Andrew Kelly / Reuters

Os investigadores dos EUA e do Reino Unido afirmam que uma em cada oito mulheres norte-americanas serão diagnosticadas com cancro da mama durante a sua vida. Uma previsão que assusta muitas mulheres e uma das razões pela qual Dana Donofree decidiu criar o evento. Para "desmistificar" a doença e as suas consequências, e devolver a autoestima a estas mulheres.

A designer, que também foi operada ao peito pelas mesmas razões, começou a desenhar roupa interior para as mulheres que se tinham submetido a mastectomias e cuja lingerie tradicional já não servia.

Os fundos angariados com o desfile vão ser doados à "Cancerland", uma instituição de apoio às mulheres que sofrem de cancro da mama.

© Andrew Kelly / Reuters

  • Comitiva portuguesa terminou visita à central de Almaraz

    País

    A visita técnica da delegação portuguesa e da Comissão Europeia à central nuclear de Almaraz, em Espanha, realizou-se esta segunda-feira. A visita serviu para Portugal se inteirar sobre o funcionamento da central e sobre o projeto de construção de uma instalação para armazenamento de resíduos radioativos.

  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.