sicnot

Perfil

Mundo

Agência para a ética recomenda investigação a Kellyanne Conway

Manuel Balce Ceneta

A agência dos EUA para a ética dos titulares de cargos públicos recomendou à Casa Branca que investigue e eventualmente puna a assessora Kellyanne Conway, depois de esta ter feito propaganda a produtos de uma filha de Donald Trump.

A recomendação da Agência para a Ética no Governo foi divulgada na terça-feira em carta dirigida aos advogados da Casa Branca.

No texto, considerou-se que havia razões para acreditar que Conway violou as normas de conduta dos funcionários governamentais, ao propagandear a linha de moda de Ivanka Trump durante uma entrevista televisiva divulgada na semana passada. A recomendação desta agência é a complicação mais recente de Conway.

Na segunda-feira, Conway afirmou, em declarações televisivas, que Michael Flynn, então assessor de Segurança Nacional de Donald Trump, tinha a confiança total do presidente, horas antes de Trump o despedir. Nas últimas semanas, Conway também mencionou um massacre, em Bowling Green, que nunca aconteceu, e entrou em polémica pública com a cadeia noticiosa CNN, que decidiu exclui-la de um programa dominical.

Inquirida sobre as observações de Conway sobre Flynn, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou na terça-feira que a decisão de Trump foi amadurecida ao longo do tempo. "Foi um processo evolutivo e erosivo", disse Spicer.

"Quando (Trump) determina que tomou uma decisão sobre um assunto, é quando informa o staff. Portanto, foi uma situação que se desenvolveu". Conway argumentou que se tinha enganado em referência ao dito massacre e contestou que tenha sido excluída do programa da CNN, contrapondo que estava indisponível.

Na terça-feira, em entrevista ao programa "Today" da NBC, Conway negou que as suas posições sobre o futuro de Flynn tenham sido inconsistentes com a de Trump, dizendo que "ambas era verdadeiros".

Os comentários que criaram o problema mais recente a Conway, com os guardiães da ética, foram feitos em 9 de fevereiro, durante uma entrevista à Fox News. Aparecendo na sala de imprensa da Casa Branca, Conway apelou aos espetadores que "comprassem os produtos", antes de acrescentar que ia "fazer um anúncio gratuito", recomendando aos telespetadores: "Vão comprá-los hoje. Podem encontrá-los na internet".

Os comentários ocorreram um dia depois de Trump ter distribuído uma mensagem na rede social Twitter, em que considerava que a rede de lojas especializadas Nordstrom tinha tratado a sua filha injustamente, ao deixar de vender a sua linha de moda.

A empresa justificou a decisão com as baixas vendas dos produtos. Na carat dirigida à Casa Branca, o diretor da agência para a ética, Walter Shaub, escreveu que os comentários de Conway parecem ser "uma clara violação da proibição de abuso de posição".

Spicer afirmou na semana passada que Conway tinha sido "aconselhada" em relação aos seus comentários, mas fonte da agência para a ética assegurou que ainda não tinha sido recebida qualquer informação sobre a existência de qualquer ação corretiva.

Esta agência para a ética quer que a Casa Branca responda por escrito até 28 de fevereiro o que decidiu fazer em relação a este assunto.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59