sicnot

Perfil

Mundo

Procuradoria francesa vai prosseguir a investigação do Caso Fillon

© Christian Hartmann / Reuters

A justiça francesa anunciou esta quinta-feira que vai prosseguir o inquérito que visa François Fillon, candidato da direita às presidenciais em França, suspeito de ter beneficiado a própria mulher com um emprego fictício.

"As investigações vão continuar", refere um comunicado da Procuradoria francesa acrescentando que as provas ainda estão a ser recolhidas.

O relatório da polícia sobre o suposto emprego fictício de Penelope Fillon, casada com o candidato da direita francesa às presidenciais de 23 de abril, foi enviado na quarta-feira para a Procuradoria.

O inquérito preliminar, com data de 25 de janeiro, e que partiu de notícias publicadas na imprensa, indica que alegadamente foram utilizados fundos públicos na contratação fictícia de Penelope Fillon como assistente parlamentar do marido.

O caso afetou a popularidade de Fillon que foi ultrapassado pela candidata da extrema-direita Marine Le Pen e perlo centrista Emmanuel Macron, nas intenções de voto dos eleitores franceses.

Lusa

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29