sicnot

Perfil

Mundo

Empresas sul-coreanas alertam para impacto da prisão do herdeiro da Samsung

Ahn Young-joon

Os principais empregadores sul-coreanos alertaram para o possível impacto na economia nacional que poderá ter a detenção do herdeiro da Samsung, no âmbito do caso de corrupção e tráfico de influência que levou à destituição da chefe de Estado.

Lee Jae-yong, vice-presidente de Samsung Electronics e líder de facto do grupo empresarial que representa aproximadamente 20% da economia nacional, foi detido na quinta-feira e acusado de ter pagado cerca de 40 milhões de dólares (cerca de 37 milhões de euros) em subornos à confidente da ex-Presidente Park Geun-Hye, Choi Soon-Sil, em troca de favores políticos.

Lee Jae-Yong já tinha sido interrogado várias vezes neste caso, que abalou o país e levou à destituição da Presidente.

A sua detenção por ordem de um tribunal local "pode causar uma ausência de liderança" no conglomerado empresarial e "estender as incertezas a outras empresas sul-coreanas", assim como "representar um grande obstáculo para a economia nacional", disse esta sexta-feira a Federação das Empresas Sul-coreanas em comunicado.

"O impacto negativo não se limitará à imagem do executivo, mas também se estenderá à perceção do setor empresarial no seu conjunto", disse por sua vez a Associação Comercial Internacional da Coreia.

Outros peritos sul-coreanos dizem que os possíveis efeitos negativos se limitariam à Samsung e a curto prazo, embora recordem que a empresa enfrenta uma crise de credibilidade devido ao fiasco do telefone Galaxy Note 7, o modelo retirado do mercado no ano passado por problemas com as baterias.

De qualquer forma, a ausência do líder de facto da empresa obrigará o maior fabricante mundial de telemóveis a suspender temporariamente planos de investimento e outras decisões relevantes que só podem ser autorizadas pelo próprio Lee, disseram fontes da empresa à agência Yonhap.

As ações de Samsung Electronics chegaram a cair esta sexta-feira cerca de 1,4% a meio da sessão após ter sido tornada pública a detenção de Lee.

Outras empresas do conglomerado, como a construtora Samsung C&T ou a financeira Samsung Securities retrocediam, por sua vez, 3,2% e 1,5% respetivamente. Maior fabricante mundial de smartphones, que representa um quinto da economia sul-coreana, a Samsung está a tentar recuperar do problema do Galaxy Note 7, cujas baterias explodiam.

O escândalo está centrado em Choi Soon-Sil, amiga de 40 anos da Presidente, Park Geun-hye, suspeita de ter usado pessoas para obrigar os grandes grupos industriais do país a "dar" quase 70 milhões de dólares (cerca de 65 milhões de euros) a duvidosas fundações por si controladas.

A Presidente foi acusada de cumplicidade e de permitir que Choi se intrometesse em assuntos do Estado, sem ter qualquer título oficial.

Lee Jae-Yong tornou-se patrão de facto da Samsung, depois de o seu pai ter sofrido um ataque de coração em 2014.

Os investigadores estão à procura de provas para tentar provar que os pagamentos feitos pela Samsung foram usados para ter luz verde do Governo para a fusão controversa entre duas das suas entidades em 2015.

A fusão, que juntou a C&T e a Cheil Industries, foi denunciada por várias acionistas, que consideraram que a C&T foi deliberadamente desvalorizada.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • Furacão Maria já causou pelo menos nove mortes

    Mundo

    O furacão Maria já causou pelo menos nove mortos durante a sua passagem pelas Antilhas Menores, tendo baixando para uma tempestade de grau três depois de atravessar Porto Rico, segundo as autoridades.

  • Presidente do Irão responde a Trump: "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas. Um estudo que será publicado na quinta-feira pela revista científica Nature faz uma revisão de dados recolhidos por investigações anteriores sobre os principais predadores marinhos e conclui que muitas estimativas sobre o grau de ameaça de muitas espécies, e, consequentemente, decisões sobre níveis sustentáveis de pesca assentam em dados incorretos.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC