sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos entre manifestantes e polícia em Nápoles durante protesto anti-extrema-direita

Na cidade italiana de Nápoles, este sábado ficou marcado pelos confrontos entre a polícia e um grupo de manifestantes, contra a visita do líder do partido de extrema-direita, Matteo Salvini.

Nas ruas, os manifestantes atiraram cocktails molotov e pedras, o que levou as forças policiais a responderem com recurso a canhões de água e gás lacrimogéneo.

Em pânico, vários populares viram-se obrigados a esconder-se em espaços de comércio locais, onde as portas acabaram por ser encerradas.

Várias viaturas foram incendiadas e, segundo as autoridades napolitanas, a polícias fez cinco detenções.

Salvini, que tinha visitado a cidade para participar num comício político, atribui responsabilidades pelos confrontos à autarquia, por ter autorizado o protesto popular.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.