sicnot

Perfil

Mundo

Conflito israelo-palestiniano provoca primeira baixa na equipa de Guterres na ONU

A secretária-executiva da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP) da ONU demitiu-se esta sexta-feira depois de o secretário-geral, António Guterres, lhe pedir que retirasse um relatório em que acusava Israel de cometer "apartheid" contra os palestinianos.

O relatório, publicado na quarta-feira, foi elaborado pelo ESCAP, que inclui 18 países árabes, e constitui a primeira vez em que uma organização da ONU acusa Israel de criar um estado de "apartheid".

"Israel estabeleceu um regime de 'apartheid' que domina o povo palestiniano como um todo", lê-se no relatório. Na quinta-feira, António Guterres pediu à responsável, Rima Khala, que retirasse o relatório, algo que a jordana recusou fazer.

"O secretário-geral pediu-me ontem de manhã que retirasse. Pedi-lhe que reconsiderasse a sua decisão, ele insistiu, por isso entreguei a minha demissão da ONU", explicou Rima Khala em conferência de imprensa.

Hoje, quando o relatório já não estava disponível na página na Internet do ESCAP, o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, disse aos jornalistas que o documento tinha sido publicado sem consultar o secretariado. Na quinta-feira, os EUA exigiram que a ONU retirasse o relatório, algo que os autores já esperavam.

"Era expectável que Israel e os seus aliados colocassem enorme pressão sob o secretário-geral para que renunciasse o relatório", disse Rima Khala. A responsável disse ainda que o documento era o primeiro relatório da ONU que destaca "os crimes que Israel continua a cometer contra o povo palestiniano, o que representa crimes contra a humanidade."

O conflito israelo-palestiniano tem sido um dos temas mais sensíveis do mandato de António Guterres. Logo em dezembro, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução condenando colonatos israelitas o que levou o então Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, a prometer que "as coisas seriam diferentes" em relação à ONU quando tomasse posse.

No mês passado, a Casa Branca disse que os Estados Unidos não vão forçar uma solução de dois estados como forma de alcançar a paz na região, algo que tem sido a posição oficial da ONU nas últimas décadas.

"Não há uma solução alternativa para a situação entre Israelitas e Palestinianos, a não ser a solução de estabelecer dois estados, e devemos fazer tudo o que pudermos para manter isso", explicou António Guterres na altura.

Lusa

  • SAD do Benfica duplica lucros

    Desporto

    O Benfica fechou a época passada com lucros de 44,5 milhões de euros, mais do dobro do registado na época anterior. São os mais elevados de que há registo.

  • Peritos mundiais debatem doenças neurodegenerativas em Lisboa
    3:04
  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • Governo aconselha pais a fazerem queixa de manuais em mau estado
    2:31
  • Acha que este padre sabe dançar?
    2:22