sicnot

Perfil

Mundo

Francês abatido no aeroporto de Orly afirmou-se pronto a "matar e morrer por Alá"

Kamil Zihnioglu

O francês de 39 anos abatido este sábado pelas forças de segurança no aeroporto parisiense de Orly-Sud, após atacar uma patrulha militar, afirmou-se prestes a matar e a "morrer por Alá", declarou o procurador da República de Paris, François Molin.

Ziyed Bem Belgacem, já condenado por vários casos de violência, atacou a patrulha afirmando: "Pousem as vossas armas, eu estou aqui para morrer por Alá. De qualquer forma, vai haver mortos", relatou o procurador, numa conferência de imprensa.

O homem apontou a arma à cabeça da militar e usou-a para se proteger, tendo conseguido retirar-lhe a espingarda.

O procurador afirmou que o homem aparentemente pretenderia abater pessoas no movimento aeroporto parisiense.

Além do pai e de um irmão do atacante, também um primo seu foi detido.

O homem que acabou abatido já estava referenciado pela polícia e pelos serviços de informação franceses. Uma hora antes do caso no aeroporto feriu a tiro um agente numa operação policial a norte da capital.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24