sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha nega ter dívidas à NATO como acusou Trump 

© Jonathan Ernst / Reuters

A ministra da Defesa alemã negou hoje a acusação do presidente norte-americano de que a Alemanha deve "importantes montantes de dinheiro" à NATO e aos Estados Unidos.

"Não há nenhuma conta onde estejam registadas dívidas à NATO", afirmou Ursula Von der Leyen num comunicado, acrescentando que as contribuições para a NATO não devem ser o único critério para medir o esforço militar da Alemanha.


O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou no sábado que a Alemanha tem de pagar mais se quer beneficiar da proteção militar da NATO e dos Estados Unidos.


A Alemanha deve "importantes montantes" à NATO e aos Estados Unidos, que lhe "fornecem uma defesa muito poderosa e muito cara", escreveu Trump num Tweet, menos de 24 horas depois de se ter reunido pessoalmente pela primeira vez com a chanceler alemã, Angela Merkel, na Casa Branca.


Nesse encontro, Merkel reafirmou que a Alemanha pretende respeitar o acordo assumido pelos aliados em 2014 que prevê que os países membros da NATO aumentem as suas despesas militares para 2% do Produto Interno Bruto (PIB) num prazo de 10 anos.


A despesa militar atual da Alemanha é de 1,2% do PIB e poucos países da NATO atingem os 2%.


Mas, sublinhou a ministra, as despesas militares não se prendem exclusivamente com a NATO.


"Querer ligar os 2,0% que queremos atingir a meio da próxima década apenas à NATO é errado", disse.


As despesas destinam-se igualmente "às missões de paz no âmbito da ONU, às missões europeias e ao contributo para a luta contra [o grupo] Estado Islâmico", explicou.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.