sicnot

Perfil

Mundo

Presidente turco acusa Merkel de usar "medidas nazis"

© Murad Sezer / Reuters

O presidente da Turquia Recep Erdogan acusou este domingo a Chanceler alemã de usar "medidas nazis", depois de Berlim impedir que ministros turcos fizessem campanha no país para o referendo sobre o reforço dos poderes do líder turco.

"Quando lhes chamamos nazis, eles [europeus] ficam desconfortáveis. Reúnem-se em solidariedade. Especialmente, Merkel", afirmou Erdogan num discurso televisivo, citado pela agência de notícias francesa AFP.

"Mas tu estás a usar medidas nazis", disse o presidente turco dirigindo-se a Angela Merkel.

"Contra quem? Contra os meus irmãos turcos que são cidadãos na Alemanha e os meus irmãos ministros" que se deslocaram à Alemanha com a intenção de organizar comícios de campanha para o voto no 'sim' no referendo que se vai realizar na Turquia a 16 de abril.

Segundo Erdogan, a crise nas relações com a Europa nos últimos dias "mostram que se abriu uma nova página na luta" que os países europeus estão a fazer contra a Turquia.

O líder turco acusou ainda a Europa de estar a proteger grupos terroristas fora da lei, numa referência à manifestação que decorreu no sábado em Frankfurt e juntou cerca de 30 mil curdos, que empunhavam cartazes e bandeiras alusivos ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Por seu turno, a Alemanha está indignada com as acusações que enfrenta o jornalista turco-alemão Deniz Yucel, correspondente na Turquia do jornal alemão Die Welt.

Erdogan descreveu Yucel, cuja prisão causou preocupação a nível global, como um "agente terrorista" e "suposto jornalista", acusando a Alemanha de abrigá-lo durante um mês no seu consulado de Istambul antes de ir à polícia para interrogatório.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.