sicnot

Perfil

Mundo

Trump fala de "novo ataque terrorista" em França

Trump fala de "novo ataque terrorista" em França

O Presidente dos Estados Unidos afirmou esta quinta-feira que o tiroteio ocorrido esta noite nos Campos Elísios, em Paris, que provocou pelo menos dois mortos, "parece outro ataque terrorista" e enviou as suas condolências "ao povo de França"."

"É muito horrível, muito terrível! Parece outro ataque terrorista. Que hei-de dizer, isto nunca acaba e temos de nos manter fortes e viligantes", disse Donald Trump, numa conferência de imprensa depois de se reunir na Casa Branca com o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni.

A polícia francesa anunciou que foi abatido a tiro o atacante que matou um agente policial e causou ferimentos graves a outro, num tiroteio ao início da noite desta quinta-feira nos Campos Elísios, em Paris.

A porta-voz da polícia da capital francesa, Johanna Primevert, afirmou à agência Associated Press que o atacante se dirigiu aos agentes que guardavam a área próxima da estação de metro Franklin Roosevelt, pelas 21:00 locais (20:00 em Lisboa), no centro da avenida parisiense.

As autoridades apelaram à população para que evite a zona dos Campos Elísios, no centro da capital francesa, onde a circulação foi cortada pelas forças de segurança.

A polícia apenas informou que há uma "intervenção em curso" no local, cheia de comércio e restaurantes, e pediu aos cidadãos para que "evitem a zona".

Ao início da noite, havia muitos carros da polícia na avenida. O ataque ocorre a três dias da primeira volta das tensas eleições presidenciais em França, em que a segurança é um dos temas em destaque, após vários ataques terroristas no país nos últimos anos.

Com Lusa

  • "Há um reforço substancial da polícia"
    2:47

    Mundo

    Cândida Pinto está em Paris, onde falou em direto para a SIC Notícias sobre o tiroteio desta quinta-feira na capital francesa, que fez pelo menos dois mortos. A jornalista da SIC diz que há "um reforço substancial da polícia" e que várias estações de metro foram encerradas.

  • Testemunha descreve momentos de pânico em Paris
    0:38

    Mundo

    Uma testemunha do tiroteio desta quinta-feira em Paris conta os momentos de pânico vividos dentro de uma loja nos Champs-Élysées a escassos metros do local tudo aconteceu. O homem descreve o momento em que o atacante aparece com uma Kalashnikov e começou a atacar.

  • Segundo atacante de Paris terá fugido
    5:25

    Mundo

    Nuno Rogeiro esteve em direto para a SIC Notícias, onde falou sobre o tiroteio desta quinta-feira em Paris, que fez pelo menos dois mortos, um polícia e um dos atacantes. O comentador da SIC fala em dois atacantes, um abatido e o outro terá fugido. Nuno Rogeiro diz ainda que o tiroteio acontece no mesmo dia em que a França participou em duas operações, na Síria e no Iraque, que abateram dois dos principais comandantes do Daesh. Na possibilidade de ter sido um assalto, o comentador afirma que França tem alguns dos gangues "mais violentos de criminalidade organizada".

  • "Há polícia por todo o lado"
    5:11

    Mundo

    A enviada da SIC a Paris, Cândida Pinto, fala num ambiente "extremamente tenso" junto aos Campos Elísios, depois do tiroteio desta quinta-feira que fez pelo menos dois mortos. A zona está cercada por polícias e ninguém, à exceção dos meios de comunicação, pode circular na via. Três estações de metro foram encerradas.

  • "É prematuro falar em ataque terrorista"
    3:21

    Mundo

    O vereador das Relações Internacionais da Câmara de Paris Paulo Marques esteve em direto para a SIC Notícias, onde falou sobre o tiroteio deste quinta-feira em Paris, que fez pelo menos dois mortos e dois feridos, que estarão "muito provavelmente entre a vida e a morte". O vereador diz que é prematuro falar em "ataque terrorista" e coloca a hipótese de ter sido um assalto. O autarca diz ainda que o suspeito terá atirado contra um carro da polícia e depois terá sido abatido.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.