sicnot

Perfil

Mundo

Trump promete acabar com Obamacare após vitória na Câmara dos Representantes

Carlos Barria

O Presidente norte-americano, Donald Trump, prometeu "acabar" com o Obamacare, prevendo uma "vitória incrível" após a reforma da lei sobre a saúde implementada pelo ex-Presidente Barack Obama ter sido aprovada esta quinta-feira na Câmara dos Representantes.

"Sabíamos que não iria funcionar, eu previ há muito tempo", disse Donald Trump numa conferência de imprensa nos jardins da Casa Branca.

"É claro que este é o fim do Obamacare, está morto" (...). Nós vamos encerrá-lo e vamos continuar a fazer muitas outras coisas", declarou Trump.

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, de maioria republicana, adotou hoje um texto de revogação e substituição da emblemática lei de Barack Obama sobre a saúde, o que constitui uma vitória para o atual Presidente, Donald Trump.

A adoção do diploma ocorreu após várias semanas de negociação na bancada republicana e duas tentativas falhadas para aprovar o texto.

Os deputados da câmara baixa do parlamento norte-americano aprovaram o projeto de lei por 217 votos contra 213, tendo todos os democratas e cerca de 20 republicanos votado 'Não'.

Trump ultrapassa assim o fracasso sofrido a 24 de março quando, por falta de consenso da maioria e apesar da intensa pressão, os republicanos viram-se forçados a retirar uma primeira versão do texto apenas algumas horas antes da votação.

A discussão sobre o diploma prossegue agora no Senado, a câmara alta do parlamento, onde o texto deverá ser fortemente alterado nas próximas semanas.

Lusa

  • Câmara dos Representantes aprova fim do Obamacare

    Mundo

    A Câmara dos Representantes norte-americana aprovou esta quinta-feira o desmantelamento de grande parte do Obamacare, o sistema de saúde instituído pela administração Obama, votando a favor da proposta republicana da administração Trump.

  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.