sicnot

Perfil

Mundo

Casa Branca só decide no final do mês se fica ou sai do acordo de Paris

Jacky Naegelen

A Casa Branca informou esta terça-feira que qualquer decisão sobre a permanência ou retirada dos EUA do acordo de Paris de combate às alterações climáticas só vai ser tomada no final do mês.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, especificou que a decisão só vai ser tomada depois de Donald Trump regressar da cimeira do Grupo dos 7, que vai decorrer em Itália, nos dias 26 e 27 de maio.

Trump tinha prometido em 29 de abril que iria tomar "uma grande decisão" sobre o acordo de Paris "nas próximas duas semanas", prazo que terminava no próximo sábado, dia 13 de maio.

Na Casa Branca, os grandes defensores da saída do acordo, segundo vários relatos da comunicação social, são o estratega chefe de Trump, Stephen Bannon, e o administrador da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt.

O compromisso dos EUA, assumido durante a Presidência de Barack Obama, foi de reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa entre 26% e 28%, até 2025, com referência aos níveis registados em 2005.

O instrumento principal com que Obama tencionava cumprir o objetivo era a substituição das centrais elétricas alimentadas a carvão por outras alimentadas a gás natural e energias limpas.

Lusa

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto 

    Queda do BES

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto para exigir "bom senso" ao Governo, ao Banco de Portugal (BdP) e aos responsáveis do Novo Banco, refere um comunicado remetido às redações.A manifestação está marcada para as 11:00, nas imediações do balcão do Novo Banco e do Banco de Portugal, na Avenida dos Aliados, e a nota dirigida à imprensa é assinada por quase centena e meia de pessoas."

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Morre congressista republicano norte-americano acusado de assédio sexual

    Mundo

    O congressista estatal do Kentucky e pastor evangélico Dan Johnson morreu na quarta-feira, num aparente suicídio, dois dias depois de ser acusado de assédio sexual por uma mulher, disseram as autoridades. O médico legista do condado, Dave Billings, afirmou que a morte de Johnson foi causada por um único tiro, numa ponte de Mount Washinton, perto de Louisville, onde estacionou o automóvel.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28