sicnot

Perfil

Mundo

Televisão pública israelita 1 termina emissões em contexto de disputa política

Ronen Zvulun

A cadeia pública televisiva israelita "1" deve terminar as suas emissões na quarta-feira, ao fim de 49 anos de emissão, antecipando a sua extinção, que estava prevista para 15 de maio, foi esta terça-feira anunciado.

Este anúncio ocorre horas antes do parlamento israelita votar a substituição da histórica Autoridade de Radiodifusão (IBA, na sigla em Inglês) por outra entidade.

Hoje à noite, a apresentadora da grande emissão noticiosa da noite da estação televisiva, chamada "Mabat" (Olhar), anunciou, com lágrimas nos olhos, que era a última edição do programa.

Outros jornalistas presentes na estação exprimiram a sua deceção por terem sido avisados à última da hora deste fim antecipado, antes de 15 de maio, quando a IBA deve ser substituída pela Public Broadcasting Corporation (PBC).

Segundo a edição na internet do jornal Haaretz, a "1" já não deve emitir na quarta-feira de manhã e as diferentes estações de rádio pública só devem difundir música.

Não foi divulgado qualquer comunicado oficial para anunciar o fim dos programas e o fecho das cadeias da IBA.

O futuro da radiotelevisão pública em Israel tem estado no centro de um braço de ferro prolongado entre o chefe do governo, Benjamin Netanyahu, e o seu ministro das Finanças.

Enquanto aquele já não quer uma reforma, que chegou a defender, este insiste na sua realização, até por causa das importantes somas já aplicadas na IBA. Netanyahu chegou a ameaçar com a realização de eleições antecipadas, se não fosse conseguido um acordo.

O braço de ferro foi resolvido no final de março, graças a uma montagem complexa, designadamente envolvendo o braço noticioso e informativo na nova entidade.

Oficialmente, a mudança visa dinamizar o serviço público e recuperar o terreno perdido para as estações privadas. Mas numerosos comentadores israelitas atribuem a crise à vontade de Netanyahu controlar a informação.

Lusa

  • William e Kate apresentam o filho ao mundo
    1:42
  • Marcelo defende debate alargado sobre saúde
    0:57

    País

    O Presidente da República defende que um debate profundo sobre o futuro da saúde deve envolver todos os intervenientes políticos. Para Marcelo Rebelo de Sousa quanto mais partidos estiverem envolvidos na discussão, melhor.

  • Governo apresenta medidas que privilegiam arrendamento e reabilitação
    1:16

    País

    O Governo apresentou esta tarde um novo pacote de medidas para a habitação. Trata-se de uma visão que privilegia o arrendamento e a reabilitação como formas de garantir o acesso a todas as famílias a uma habitação adequada. O primeiro-ministro diz que é preciso segurança nos contratos de arrendamento e avança por isso como uma proposta de benefícios.

  • Salah Abdeslam e cúmplice condenados a 20 anos por tentativa de assassínio de cariz terrorista
    1:11

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo, que remete para o momento em que foi detido em Bruxelas, em março de 2016. Salah Abdeslam e um cúmplice foram considerados culpados de tentativa de assassínio de cariz terrorista pela participação numa troca de tiros com a polícia belga da qual resultaram três agentes feridos. 

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC