sicnot

Perfil

Mundo

Televisão pública israelita 1 termina emissões em contexto de disputa política

Ronen Zvulun

A cadeia pública televisiva israelita "1" deve terminar as suas emissões na quarta-feira, ao fim de 49 anos de emissão, antecipando a sua extinção, que estava prevista para 15 de maio, foi esta terça-feira anunciado.

Este anúncio ocorre horas antes do parlamento israelita votar a substituição da histórica Autoridade de Radiodifusão (IBA, na sigla em Inglês) por outra entidade.

Hoje à noite, a apresentadora da grande emissão noticiosa da noite da estação televisiva, chamada "Mabat" (Olhar), anunciou, com lágrimas nos olhos, que era a última edição do programa.

Outros jornalistas presentes na estação exprimiram a sua deceção por terem sido avisados à última da hora deste fim antecipado, antes de 15 de maio, quando a IBA deve ser substituída pela Public Broadcasting Corporation (PBC).

Segundo a edição na internet do jornal Haaretz, a "1" já não deve emitir na quarta-feira de manhã e as diferentes estações de rádio pública só devem difundir música.

Não foi divulgado qualquer comunicado oficial para anunciar o fim dos programas e o fecho das cadeias da IBA.

O futuro da radiotelevisão pública em Israel tem estado no centro de um braço de ferro prolongado entre o chefe do governo, Benjamin Netanyahu, e o seu ministro das Finanças.

Enquanto aquele já não quer uma reforma, que chegou a defender, este insiste na sua realização, até por causa das importantes somas já aplicadas na IBA. Netanyahu chegou a ameaçar com a realização de eleições antecipadas, se não fosse conseguido um acordo.

O braço de ferro foi resolvido no final de março, graças a uma montagem complexa, designadamente envolvendo o braço noticioso e informativo na nova entidade.

Oficialmente, a mudança visa dinamizar o serviço público e recuperar o terreno perdido para as estações privadas. Mas numerosos comentadores israelitas atribuem a crise à vontade de Netanyahu controlar a informação.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57