sicnot

Perfil

Mundo

Áustria terá eleições legislativas antecipadas a 15 de outubro

Leonhard Foeger

Os partidos políticos da Áustria anunciaram esta terça-feira um acordo para a realização de eleições legislativas antecipadas a 15 de outubro.

Os partidos chegaram a acordo sobre as eleições após uma reunião com todos os líderes dos partidos com assento parlamentar.

O novo líder do Partido Popular Austríaco (OVP), Sebastian Kurz, eleito no passado domingo, fez a reivindicação de eleições antecipadas, pondo fim a uma aliança de dez anos com os social-democratas.

Um projeto de lei para esse efeito deve ser formalmente apresentado na quarta-feira, foi anunciado hoje no final da reunião dos partidos, que incluiu também o chanceler Christian Kern, do Partido Social-Democrata da Áustria (SPO).

As legislativas terão lugar dez meses após a eleição presidencial, que ocorreu em dezembro, ganha pelo ecologista liberal Alexander Van der Bellen contra o candidato da extrema-direita, Norbert Hofer (Partido da Liberdade da Áustria/FPO), após a eliminação dos dois principais partidos tradicionais austríacos na primeira volta do sufrágio.

Apesar do rompimento com o OVP, Kern disse hoje que continuará a executar do seu programa de Governo, mesmo que seja necessário o apoio da oposição.

O seu programa inclui, nomeadamente, a criação de um salário mínimo e o reforço da luta contra a evasão fiscal.

Apesar de uma melhoria no domínio do emprego e do crescimento económico, à receio de que as próximas legislativas possam abrir caminho para um Governo da extrema-direita, nomeadamente do Partido da Liberdade da Áustria.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado emitido hoje, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28