sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 30 mortos no Afeganistão em 24 horas

Um total de 31 pessoas, incluindo 10 polícias afegãos e 10 rebeldes talibãs, foram mortas nas últimas 24 horas no Afeganistão em três incidentes em diferentes zonas do país, informaram esta sexta-feira autoridades locais.

Na província de Logar (leste), uma bomba explodiu hoje à beira de uma estrada, matando 11 pessoas -- cinco mulheres, cinco crianças e um homem -- da mesma família, que se dirigiam para um casamento, disse Salim Salleh, porta-voz do governador da província.

No nordeste do Afeganistão, na província de Kapisa, os talibãs atacaram hoje um posto de controlo da polícia e mataram cinco agentes, indicou o porta-voz do governador provincial, Qais Qaderi, adiantando que 10 dos atacantes, incluindo dois comandantes, também foram mortos.

Na noite de quinta-feira, na província de Nangarhar (leste, na fronteira com o Paquistão), cinco polícias foram mortos por um colega quando dormiam, num posto avançado no distrito de Ghanikhil.

Depois do ataque, o polícia fugiu levando todas as armas de fogo das vítimas, segundo o governador distrital, Abul Wahab Momand.Nem os talibãs nem o grupo extremista Estado Islâmico reivindicaram até agora os ataques em Nangarhar ou em Logar, mas Salleh acusou os talibãs de terem colocado a bomba.

O Afeganistão tem o maior número de vítimas de minas no mundo, que juntamente com as bombas nas estradas matam ou ferem cerca de 140 pessoas por mês.Os talibãs intensificaram os seus ataques desde o mês passado no quadro da ofensiva da primavera.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30