sicnot

Perfil

Mundo

Arábia Saudita desrespeita minuto de silêncio pelas vítimas de Londres

David Gray

O jogo Austrália-Arábia Saudita, da fase de qualificação para o Mundial2018 de futebol, foi antecedido por um minuto de silêncio pelas vítimas do ataque terrorista em Londres, mas os visitantes ignoraram a homenagem, revelando-se indiferentes em campo.

Quando o locutor do estádio pediu um minuto de silêncio para homenagear as oito vítimas de sábado, duas delas australianas, os 11 jogadores australianos alinharam-se e abraçaram-se no círculo central, enquanto os seus opositores desmobilizaram, separaram-se e alinharam em campo, ignorando o gesto.

A federação australiana de futebol (FFA) disse depois do jogo que os sauditas sabiam sobre o plano de manter um minuto de silêncio antes da partida de qualificação, recusando-se a participar.

"A Confederação Asiática de Futebol e a equipa da Arábia Saudita concordaram com a realização do minuto de silêncio. A FFA foi avisada pela equipa saudita que esta tradição não se enquadra com a sua cultura pelo que iriam para o seu lado do campo e respeitariam os nossos costumes tomando as suas posições no campo", referem os australianos.

Os representantes da FIFA reuniram com elementos das equipas, bem como com os árbitros, no dia antes do desafio, sendo que o minuto de silêncio foi referido quando foi combinado o protocolo.

Há relatos que indicam que os adeptos da Arábia Saudita entoaram também cânticos anti-Irão, país igualmente muçulmano, mas shiita, que na quarta-feira também foi vítima de ataque terrorista, tendo morrido pelo menos uma dúzia de pessoas.

A Austrália venceu a Arábia Saudita por 3-2, partilhando o primeiro lugar do grupo B com o Japão, mas ambas com mais um jogo do que os nipónicos.

Lusa

  • O momento em que a polícia abate os atacantes de Londres
    0:50

    Atentado em Londres

    As imagens do momento em que a polícia britânica abateu os atacantes de Londres, no sábado, foram divulgadas esta quarta-feira à noite. No vídeo divulgado pelo jornal Daily Mail, é possível ver os três terroristas a aproximarem-se de uma pessoa que circulava na rua e a atacá-la. Segundos depois chega um veículo da polícia e saem vários agentes que disparam contra os suspeitos e os abatem. As imagens podem ferir a suscetibilidade dos mais sensíveis.

  • Mãe de terrorista diz que o que aconteceu é "horrendo"
    0:42

    Atentado em Londres

    A mãe de Youssef Zaghba, um dos terroristas do atentado de Londres, diz que o que aconteceu é algo "horrendo" e que quer combater a ideia de que Islão e extremismo são o mesmo. Em entrevista à Sky News, Valeria Collina garantiu ainda que sente a dor dos familiares das vítimas e que gostaria de pedir desculpas.

  • Segurança reforçada de forma discreta para as legislativas em Londres
    4:11

    Mundo

    Um total de 46,9 milhões de eleitores vota hoje nas legislativas britânicas e determinar qual o governo que vai negociar a saída do Reino Unido da União Europeia. A enviada da SIC a Londres está em Westminster. Cândida Pinto diz que é grande a expectativa para este ato eleitoral com os dois candidatos cada vez mais proximos. A jornalista adianta também que a segurança para as eleições também foi reforçada, embora de forma discreta.

  • Prosseguem buscas por condutor da carrinha no ataque em Barcelona
    2:38