sicnot

Perfil

Mundo

Milícias al-Shabab mataram 70 pessoas em base militar na Somália

Galkayo, cidade dividida entre as regiões semi-autónomas Puntlândia e Galmudug

Feisal Omar / Reuters

Homens fortemente armados da milícia extremista Al-Shabab atacaram uma base militar no estado semiautónomo da Puntlândia, na Somália, e mataram perto de 70 pessoas, anunciaram responsáveis.

O ataque, considerado o mais sangrento dos últimos anos, começou com uma explosão na base, em Af-Urur, seguida da entrada dos milicianos, que dispararam à queima-roupa contra os militares, explicou um responsável da base, Ahmed Mohamed.

Residentes da zona relataram cenas de caos, com os milicianos a degolarem vários civis com que se cruzaram.

Os extremistas, entre os quais havia bombistas suicidas, atacaram a partir de três pontos diferentes, segundo Mohamed.

O coronel Hashi Ahmed disse por seu lado que reforços militares foram enviados para a base, conseguindo expulsar os milicianos.

Segundo Hashi Ahmed, os atacantes eram cerca de 100.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.