sicnot

Perfil

Mundo

Guterres chega a Cabul para se reunir com Governo em "momento de sofrimento"

© Amr Dalsh / Reuters

O secretário-geral da ONU chegou hoje a Cabul, onde irá reunir-se com líderes afegãos num "momento de violência e sofrimento" para o país, onde há 15 dias ocorreu o atentado mais sangrento desde 2001, que vitimou 150 pessoas.

"Acabo de chegar a Cabul para falar com o Governo e o povo [afegão]. As Nações Unidas estão com o Afeganistão num momento de violência e sofrimento", disse António Guterres numa mensagem deixada na rede social Twitter.

A missão da ONU, no país [Unama], não disponibilizou pormenores acerca da agenda de Guterres.

A chegada do secretário-geral da ONU acontece oito dias depois da reunião do Processo de Cabul, um mecanismo com mais de 20 países e organismos internacionais, em que o Presidente Ashraf Gani apelou aos talibãs para que se sentem à mesa das negociações, de modo a encontrarem uma solução para o conflito.

O Afeganistão vive um momento de incerteza e agitação, depois do pior atentado desde a invasão norte-americana.

O ataque gerou uma série de protestos contra o Governo afegão, que pediram a demissão dos atuais dirigentes do país.

A violência tem aumentado no Afeganistão desde o fim da missão de combate da NATO em janeiro de 2015, tendo-se registado, no ano passado, a morte de 3.500 civis, de acordo com a Unama.

Os talibãs têm ganho terreno em diversas partes do país e controlam, influenciam ou disputam com o Governo pelo menos 43% do território, segundo dados de Washington.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22