sicnot

Perfil

Mundo

Professora norte-americana acusada de acolher aluno para ter relações sexuais

Uma professora de New Jersey, nos Estados Unidos, foi acusada de acolher um aluno de 15 anos em sua casa, para poder ter relações sexuais com ele. Ryana Culver, de 43 anos, foi detida e acusada de abuso sexual em segundo grau e ameaça ao bem estar de uma criança.

O jornal britânico Daily Mail conta que o aluno vivia com um familiar, mas em dezembro de 2015 foi expulso de casa. Foi nessa altura que se aproximou mais da professora, que o abrigou em casa. Em junho de 2016 o relacionamento passou para outro nível.

Segundo informações contidas nos documentos do processo, em junho de 2016 Culver tocou no aluno quando este tirou a roupa para ir dormir. Inicialmente o rapaz "não pensou em nada". Os documentos indicam ainda que a professora fez sexo oral ao rapaz de 15 anos e que depois disso passou a ter relações sexuais com o mesmo.

"Depois do primeiro incidente eles começaram a envolver-se sexualmente. Chegou ao ponto em que ele (o aluno) sentia que, se pedisse para ela parar, ficava louca e expulsava-o de casa": informação retirada de uma queixa feita à polícia, segundo conta o South Jersey Times.

De acordo com os investigadores, o aluno quis meter um ponto final na relação que mantinha com a professora, mas ela acabava sempre por persuadi-lo. Mais tarde, o aluno acabou por entrar em contacto com a polícia. O rapaz contou que tinha relações sexuais "quase todos os dias durante vários meses".

A casa de Ryana Culver foi revistada assim como o telemóvel "escondido" que Culver usava para conversar com o aluno. "Culver e (a vítima) tinham conversas profundas sobre sexo e relações sexuais", refere a queixa apresentada.

O advogado de Culver disse que as acusações eram "fabricadas" e que o rapaz era "um jovem problemático". Culver trabalhava para as escolas públicas de Trenton, New Jersey, desde setembro de 2013. Foi libertada a 10 de maio mas na condição de não se aproximar de nenhuma pessoa com menos de 18 anos.

A escola onde Culver lecionava não quis fazer nenhuma declaração sobre o assunto.

  • Sporting quase nos oitavos da Liga Europa

    Desporto

    O Sporting procura hoje alcançar o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa de futebol, na receção aos cazaques do Astana, em contraponto com o Sporting de Braga, que enfrenta uma árdua tarefa frente ao Marselha. O jogo Sporting-Astana tem transmissão em direto na SIC, online e mobile às 18:00.

    Aqui às 18:00

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Hospital abandonado com equipamentos dentro em Vila Franca de Xira 
    4:41

    País

    O antigo Hospital de Vila Franca de Xira, encerrado há quase cinco anos, está ao abandono ainda com parte do material de saúde, como máquinas, camas, cadeiras ou macas. A SIC teve acesso a várias imagens que mostram o estado em que os equipamentos se encontram, bem como sinais de vandalismo e de assaltos.

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC