sicnot

Perfil

Mundo

Putin confia em melhoria das relações com Estados Unidos

POOL New

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse este sábado, em Hamburgo, após a reunião com o seu homólogo norte-americano, que confia numa melhoria das relações com os Estados Unidos.

O Chefe de Estado russo, que se reuniu com Donald Trump à margem da Cimeira do G20, que aconteceu em Hamburgo, no norte da Alemanha, reiterou não ter havido qualquer interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas.

"Parece.me que vamos, sim, reedificar as nossas relações da mesma forma como decorreu a nossa reunião, existem todas as bases para supor que poderemos reestabelecer, ainda que parcialmente, o nível de interação que necessitamos", disse Putin na conferência de imprensa no final da cimeira que reuniu as 20 maiores economias mundiais na cidade germânica.

Sobre o Chefe de Estado norte-americano, referiu que "o Trump da televisão é muito diferente da pessoa real" e precisou que Donald Trump "percebe adequadamente o seu interlocutor, analisa com rapidez, responde às perguntas e às questões que surgem no debate".

Quanto às relações pessoais com Donald Trump, considerou que "foram estabelecidas".

Putin assinalou que o seu homólogo questionou, não apenas uma vez, mas várias, a presumível ingerência da Rússia nas eleições presidenciais norte-americanas.

"A nossa posição é bem conhecida, e reiterei-a: não há nenhuma base para considerar que a Rússia interferiu no processo eleitoral", sublinhou o líder russo, acrescentando que, em seu entender, Trump "ficou satisfeito com as respostas".

Questionados pelos jornalistas se a Rússia ia interferir nas próximas eleições legislativas alemãs, Putin contestou, que se a Rússia não o fez nos Estados Unidos, por que o faria com a Alemanha e sublinhou as "boas relações" com Berlim, o seu principal parceiro comercial na Europa, e um dos principais no mundo, com quem partilha projetos, e citou o gasoduto Nord Stream II.

Moscovo não tem necessidade de interferir nos processos políticos internos de outros países, ao invés, por exemplo, de alguns meios europeus, que se metem constantemente nos assuntos internos da Rússia, sustentou.

Putin referiu-se também à proposta de Trump sobre a Polónia e os países da Europa central e Oriental, de distribuição de gás liquefeito para reduzir a sua dependência energética da Rússia. sublinhando que a defesa de Moscovo dos mercados abertos e de livre concorrência não deve ser politizada.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50