sicnot

Perfil

Mundo

Bombista suicida mata dois militares em ataque no Paquistão

BILAWAL ARBAB

Dois militares morreram e sete pessoas ficaram feridas, quando um bombista suicida atacou um veículo que transportava membros das forças paramilitares, informou hoje a polícia paquistanesa.

O ataque, perpetrado por um indivíduo num motociclo, ocorreu na zona tribal de Khyber, na fronteira com o Afeganistão, disse Imran Malik, superintendente da polícia no noroeste de Peshawar.

Um dos mortos no ataque era um major, acrescentou.

O principal grupo talibã do país (Tehrik-e-Taliban Pakistan) esteve por detrás do ataque, segundo um comunicado do porta-voz do grupo, Mohammad Khurasani, distribuído à imprensa.

O ataque ocorreu um dia depois de o exército do Paquistão ter anunciado uma operação militar em zonas tribais, no noroeste do país, contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), cuja presença naquela zona foi sempre negada.

A força paramilitar, conhecida como Frontier Corps, luta na linha de frente contra militantes nas regiões tribais do Paquistão, que se estendem a centenas de quilómetros ao longo da fronteira com o Afeganistão.

Até 08 de junho passado, as autoridades paquistanesas negaram sempre a presença do EI no país.

Naquela data, o exército anunciou que tinha evitado que o grupo extremista se instalasse no país, na sequência de uma operação que matou 12 alegados rebeldes na província do Baluchistão, no sudoeste do Paquistão.

Um dia depois, o departamento de propaganda do EI anunciou que o grupo tinha assassinado dois cidadãos chineses, sequestrados pouco tempo antes, no sudoeste do país.

O EI reivindicou numerosos ataques em solo paquistanês, o último dos quais um duplo atentado, em finais de junho, na localidade de Parachinar, que matou 25 pessoas e feriu centenas.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Viver em Évora
    5:11
  • Ano letivo "de uma maneira geral começou bem"

    País

    O Presidente da República considerou esta sexta-feira que o ano letivo "de uma maneira geral começou bem" e defendeu a possibilidade serem feitas "correções" a situações "injustas ou discutíveis" entre os concursos que se realizam de quatro em quatro anos.