sicnot

Perfil

Mundo

Ilha com passado negro à venda na Escócia

Uma ilha escocesa, com um passado negro associado a um crime que lá ocorreu, foi colocada no mercado por 325 mil libras (cerca de 370 mil euros).

A história é contada pelo britânico Telegraph. Little Ross, uma pequena ilha faroleira no sul da Escócia, está à venda. Um local que mereceu especial atenção dos media na década de 60, tudo por causa de um crime que lá ocorreu.

Na altura, o faroleiro foi assassinado. O corpo de Hugh Clark foi descoberto por um visitante, que pertencia ao Instituto Real de Salva-Vidas, e que havia acabado de chegar à ilha, acompanhado do filho.

A acusação acabou por apontar para o colega de Hugh Clark no farol, Robert Dickson, que foi condenado a prisão perpétua.

O farol da ilha nos anos 60. (Facebook)

O farol da ilha nos anos 60. (Facebook)

Mais de cinco décadas depois, a ilha está no mercado. O acordo inclui os quase 12 hectares de terreno, três celeiros e uma habitação com seis quartos, mas deixa de fora o farol, do século XIX.

Esse é, desde o mediático crime, propriedade de comissários de faróis britânicos, que fazem visitas regulares, ao longo do ano, para tratar da manutenção.

(Galbraith)

(Galbraith)

Um dos quartos da habitação. (Galbraith)

Um dos quartos da habitação. (Galbraith)

(Galbraith)

(Galbraith)

Em declarações ao Telegraph, David Corrie, da agência imobiliária escocesa Galbraith - responsável pelas negociações -,explica que "com algum amor, carinho e dedicação, as propriedades das ilha podem ser transformadas em algo verdadeiramente deslumbrante (...)".

As licitações estão abertas e a agência diz esperar "muito" interesse por parte de compradores britânicos "e de outras partes do mundo".

(Galbraith)

(Galbraith)

  • "É ilusão achar que se pode voltar ao ponto em que começou a crise. Isso não há!"
    0:58
  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45