sicnot

Perfil

Mundo

Dois mortos em favela do Rio de Janeiro após detenção de chefe do narcotráfico

Rocinha, Rio de Janeiro

Bruno Kelly

Dois supostos narcotraficantes morreram na noite de quarta-feira na Rocinha, a maior favela do Rio de Janeiro, horas após a polícia brasileira deter o chefe que controlava o tráfico de drogas no local.

Segundo informações de autoridades brasileiras, as mortes ocorreram após um confronto entre agentes e os supostos narcotraficantes na Rocinha no mesmo dia da prisão de Rogério Avelino da Silva, conhecido como Rogério 157.

Rogério 157, contra o qual havia vários mandados de prisão por homicídio, tráfico de drogas e associação criminosa, foi detido por agentes da polícia civil numa operação que mobilizou quase três mil agentes na manhã de quarta-feira.

A polícia militar reforçou a sua presença Rocinha, antecipando que a captura do narcotraficante iria acender a guerra entre gangues rivais que lutam pelo controlo do tráfico de drogas nesta comunidade.

De acordo com a direção da polícia militar, alguns dos agentes enviados à favela para reforçar a segurança encontraram na noite de quarta-feira dois homens armados numa das ruas da Rocinha e iniciaram um confronto que terminou com a morte dos suspeitos.

Na operação, os soldados apreenderam duas pistolas, uma granada, 23 pacotes de canábis, carregadores e munições, de acordo com o boletim da polícia.

A polícia também registou tiroteios esporádicos em toda a Rocinha durante o dia de quarta-feira.

As Forças Armadas do Brasil participaram em diferentes operações nas últimas semanas em várias favelas do Rio de Janeiro em ações destinadas a combater a onda de violência sem precedentes que a cidade sofre desde a celebração dos Jogos Olímpicos de 2016.

A crise de segurança forçou o presidente brasileiro, Michel Temer, a enviar 10 mil soldados para reforçar a segurança no Rio de Janeiro com a perspetiva de permanecer na região até ao final de 2018.

Desde o início do ano, em todo o estado do Rio de Janeiro, houve cerca de 4.000 mortes em atos de violência, incluindo as de 124 polícias, de acordo com organizações da sociedade civil.

Lusa

  • Detido barão da droga mais procurado do Rio de Janeiro
    1:42

    Mundo

    A polícia brasileira deteve o barão da droga mais procurado do Rio de Janeiro. Rogério Avelino da Silva, ou "Rogério 157", é apontado como o responsável pelo tráfico na Rocinha, uma das maiores favelas do país. Acabou por ser detido na favela do Arará, numa operação que juntou quase três mil agentes e militares.

  • Sismo de 3,1 com epicentro a 8 km de Almodôvar

    País

    Um sismo de magnitude 3,1 na escala de Richter com epicentro a cerca de oito quilómetros a nordeste de Almodôvar, distrito de Beja, foi hoje sentido no continente, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Paris afetada por praga de ratos
    1:03