sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte quer intensificar relações com Coreia do Sul

KCNA KCNA

A Coreia do Norte quer a intensificação das relações com a Coreia do Sul, considerando que um clima conciliatório e a unificação da península só é possível promovendo o contacto, a cooperação e o intercâmbio.

Pyongyang defendeu hoje que "a atmosfera de reconciliação e unidade não se estabelece por si mesma mas através de contacto, cooperação e intercâmbios", num artigo publicado no diário estatal Rodong Sinmun, no qual se acrescenta: "hoje, a questão da unidade da nossa nação é mais urgente do que nunca".

No texto, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, defende a promoção ativa desse clima conciliador, segundo declarações recolhidas pelo jornal, no qual se assegura que "a porta do diálogo permanecerá aberta para qualquer pessoa da Coreia do Sul, incluindo os membros do partido no poder, a oposição, grupos e empresas individuais".

O jornal dá conta ainda da reunião de alto nível entre Pyongyang e Seul realizada na última terça-feira, resultado dos "esforços ativos" da Coreia do Norte.

"Em que direção se moverá no futuro esta relação norte-sul dependerá de como as autoridades sul-coreanas tentem criar uma atmosfera de reconciliação e unificação nacional", diz-se no jornal.

O artigo surge num momento de melhores relações entre os dois países, que se reuniram na terça-feira, a primeira vez em mais de dois anos, para discutir a participação da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno, na Coreia do Sul.

Lusa

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".