sicnot

Perfil

Mundo

Empresa espanhola faz foguetes com cinzas de mortos

Uma empresa pirotécnica de Valência oferece um serviço insólito: foguetes feitos com as cinzas de mortos. A partir de 300 euros, os clientes podem pedir o formato do foguete e a cor.

O foguete pode ser até feito como a pessoa quiser. Entre as opções, pode ser pedido em formato de trovão, em foguete típico da festa da região de La Mascletà, ou em forma de palmeira. Os clientes podem ainda escolher entre 16 cores. A mais pedida nestes serviços é o vermelho.

Segundo o El País, a Europlá é uma empresa com sede no município de Bèlgida, na Comunidade Valenciana, e, nos últimos anos, tem apostado mais na exportação. O material que sai da fábrica chega a parques temáticos como a Disneyland e o Futuroscope, em França.

Contudo, há quatro anos, os donos da empresa foram confrontados com uma proposta. De acordo com o jornal espanhol, uma agência funerária perguntou se podiam fazer um foguete com as cinzas de um morto. A empresa aceitou e, desde então, fazem em média 15 foguetes deste tipo por ano.

A maioria dos clientes que pede este serviço é da zona de Valência, mas a empresa já recebeu pedidos de outras zonas de Espanha, como Huelva e Bilbau.

Em entrevista ao diário espanhol, os donos da empresa esclareceram que as cinzas eram soltas a cerca de 150 metros de altura e espalhadas por um raio de 500 metros. Revelaram também que a maior parte dos clientes entregava apenas uma parte das cinzas, mantendo o resto consigo.

  • França vence o Peru e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / França

    A França venceu o Peru num encontro da 2.ª jornada do grupo C do Mundial 2018. Aos 34 minutos, Pogba passou para Giroud na esquerda, que tentou de pronto o remate, mas a bola saiu prensada por um defesa e chegou até à boca da baliza, onde apareceu Mbappé que praticamente só tem que encostar para pôr a França em vantagem no marcador. Ainda na primeira parte, Lucas Hernández tentou, por duas vezes consecutivas, marcar o segundo golo da França. Na segunda parte, o peruano Farfán ainda rematou várias vezes à baliza de Hugo Lloris, mas sem êxito.

  • Colisão mortal no IC1 perto da Marateca
    1:51
  • Portugal e Espanha empatados em tudo... menos nos amarelos
    1:42
  • Fase de grupos é o "momento mais crítico", diz Fernando Santos
    0:21