Mundo

Vereadora Marielle Franco assassinada com quatro tiros no Rio de Janeiro

Vereadora Marielle Franco assassinada com quatro tiros no Rio de Janeiro

Patrícia Almeida

Patrícia Almeida

Texto e edição de imagem

Jornalista

Marielle Franco, vereadora no Município do Rio de Janeiro, pelo PSOL, Partido Socialismo e Liberdade, foi morta a tiros na noite desta quarta-feira, 14 de março, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro. Um crime com contornos políticos. A polícia suspeita que a vereadora tenho sido executada. Marielle Franco era uma das principais vozes na defesa dos direitos da mulheres negras no Brasil.


Também o motorista de Marielle Franco foi assassinado. Sobreviveu apenas a assessora que foi atingida por estilhaços e levada para o hospital.

A autarca tinha participado, ao início da noite, na iniciativa "Mulheres Negras Movendo as Estruturas" no Bairro da Lapa, Rio de Janeiro.

Entretanto, o secretário de Estado de Segurança, Richard Nunes, disse ter determinado uma ampla investigação.

Já o deputado estadual do PSOL Marcelo Freixo considerou o crime "inadmissível", observando que as "características são muito nítidas de execução".

Marielle Franco é reconhecida por sua histórica luta por direitos humanos, especialmente em defesa dos direitos das mulheres negras e moradores de favelas e periferias e na denúncia da violência policial.

  • Ministério Público anulou interrogatório a Manuel Pinho
    3:13

    País

    O antigo ministro Manuel Pinho esteve esta manhã no DCIAP para ser interrogado a propósito das relações que manteve com o Grupo Espírito Santo e a EDP nos anos em que esteve no governo. No entanto a diligência ficou sem efeito a pedido do Ministério Público.

  • Três feridos dos incêndios de outubro ainda continuam internados
    1:07

    País

    Continuam internadas três vítimas dos incêndios de outubro do ano passado, entre elas uma menor, de 12 anos, no Hospital Pediátrico de Coimbra. Os outros dois feridos estão no Centro de Reabilitação da Tocha. Nove meses depois, as vítimas dos fogos continuam a ser acompanhadas em consultas de cirurgia plástica, fisioterapia e reabilitação e a nível psicológico em centros de saúde e por equipas de saúde mental comunitária.

  • CP acaba com primeiro rápido da manhã entre Lisboa e Porto

    Economia

    A CP já apresentou as alterações aos horários dos comboios Alfa Pendular e Intercidades a partir do próximo dia 5 de agosto de 2018 (domingo). A nova escala elimina o primeiro Alfa Pendular da manhã por uma nova ligação Intercidades que só sai de Lisboa aproximadamente uma hora depois. Uma medida justificada pela falta de procura mas que surge dias depois de serem denunciados problemas no funcionamento dos Comboios de Portugal.

  • Marcelo confiante na "presidência inspiradora" de Cabo Verde na CPLP
    0:40

    País

    O Presidente da República português mostra-se muito confiante nesta nova fase que se abre à CPLP, com a nova presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que passa do Brasil para Cabo Verde. À SIC, Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que, em Brasília, havia muitas questões pendentes mas agora há "um clima muito positivo entre os membros da CPLP, com maior peso na comunidade mundial".