sicnot

Perfil

Opinião

O primeiro ano de Marcelo em Belém em debate

O primeiro ano de Marcelo em Belém em debate

Maria João Avillez, jornalista, e Diogo Feio, do CDS-PP, foram convidados da Edição da Noite desta quinta-feira para fazer uma análise ao primeiro ano do mandato de Marcelo Rebelo de Sousa enquanto Presidente da República.

  • "É muito mais trabalhoso e fatigante do que previa"
    4:04

    País

    No dia do primeiro aniversário da tomada de posse, Marcelo Rebelo de Sousa retirou parte da tarde para uma agenda privada e visitou três exposições. A SIC encontrou-o no Museu do Chiado e aconteceu uma entrevista exclusiva. O Presidente da República confessou que fala todos os dias com o primeiro-minsitro e disse que estava à espera de uma vida menos trabalhosa em Belém.

  • "Popularidade de Marcelo dá muita inveja aos franceses"
    4:52

    Opinião

    O jornalista francês Olivier Bonamici esteve na Edição da Noite para falar sobre o impacto da Presidência de Marcelo Rebelo de Sousa no estrangeiro. O jornalista destacou a elevada popularidade de Marcelo em Portugal, algo que, segundo Olivier Bonamici, gera inveja entre os franceses.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • Um Lugar ao Sol
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".