sicnot

Perfil

Opinião

"Os empregados da Autoeuropa são os mais bem pagos"

"Os empregados da Autoeuropa são os mais bem pagos"

No comentário habitual do Jornal da Noite, Miguel Sousa Tavares defendeu que o conflito na Autoeuropa é político, sindical e ideológico. O comentador da SIC disse ainda que os empregados da Autoeuropa fazem parte da aristocracia e que são os mais bem pagos.

  • "Não há sanções, nem ameaças que funcionem, quando se está perante um louco"
    4:13

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares considerou esta segunda-feira que o mundo está "à beira de uma guerra nuclear, como nunca esteve". Perante a ameaça nuclear da Coreia do Norte, o comentador da SIC disse que não há sanções ou ameaças que funcionam, "quando se está perante um louco". Miguel Sousa Tavares comentou ainda a possibilidade do programa nuclear de Pyongyang ter sido "muito apoiado" pela Ucrânia, nos últimos tempos.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50

    País

    A água é um recurso essencial para todos os organismos vivos, comunidades e atividades económicas. Num país com situações de secas recorrentes, que tendem a ser agravadas pelas alterações climáticas, o que aprendemos com anteriores episódios de escassez de água? Como usar a água para que não falte no futuro? "Água Sob Pressão" foi o tema desta Grande Reportagem, de Carla Castelo (jornalista), Manuel Ferreira (Imagem), Gonçalo Freitas (Edição de imagem), Paulo Alves (Grafismo) e Isabel Mendonça (Produção), exibida na SIC em julho de 2012 (que também foi um ano de seca, ainda que menos grave do que a atual).

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15
  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.