sicnot

Perfil

Opinião

Marcelo decidiu mudar tudo para a mensagem de Ano Novo

Marcelo Rebelo de Sousa na tradicional mensagem de Ano Novo, em 2017, no Palácio de Belém, Lisboa.

ANT\303\223NIO COTRIM

Vinte horas e trinta segundos. Marcelo fala ao país e pela primeira vez a mensagem de Ano Novo de um Presidente da República é em direto (e sem teleponto).

De casa, em direto, provavelmente sem teleponto, durante cerca de sete minutos. O tempo não é certo porque a meio da tarde o Presidente ainda estava a fazer as últimas alterações à sua mensagem de Ano Novo, habitualmente uma das mais relevantes do ano.

Marcelo não gosta de usar teleponto e está com pouca vontade de o fazer, naquela que será a primeira mensagem presidencial de Ano Novo feita em direto. Porquê? Porque o PR decidiu fazer tudo diferente este ano.

Com uma muito recente alta hospitalar e proibido de sair de casa, decidiu mudar tudo. Em primeiro lugar a mensagem é feita na sua residência, em Cascais. Em segundo lugar, é feita em direto para todas as televisões em simultâneo, apesar da câmara que capta o sinal na sua casa ser da RTP. Marcelo podia ter gravado mas decidiu fazer tudo em direto e só quer o teleponto se algo falhar.

O texto, que estava a ser rescrito esta tarde, deve ter cerca de sete minutos. Uma mensagem fundamental para percebermos os próximos meses políticos, com os sinais de esperança e os avisos que o Presidente costuma deixar nestas emissões.

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".