sicnot

Perfil

Anselmo Crespo

A corrupção não é de esquerda nem de direita

Anselmo Crespo

Anselmo Crespo

Editor de Política SIC

Uma das coisas que mais me irrita na política é a cegueira que ela provoca. Tolda o pensamento, retira qualquer dose de racionalidade, torna-a incoerente. E é isso que a afasta das pessoas. Algumas reações portuguesas ao caso Lava Jato são bem exemplo disso mesmo.

Comecemos pelo que se passa do lado de lá do Atlântico. Não há inocentes neste processo. Pelo contrário, há já um culpado. A justiça brasileira. Como escreveu, e bem, o Daniel Oliveira no Expresso, “procurar saídas políticas nas salas dos tribunais é preparar o país para o desastre”. Um juiz é pago para julgar factos. Não para influenciar políticas ou políticos. Entendamo-nos sobre este assunto: por intenso que seja o cheiro a esturro em torno de Lula da Silva, ele não foi julgado, nem tão pouco condenado. Querer fazê-lo na praça pública é atirar a justiça para o descrédito total. Lá, como cá, esta parece ser uma prática cada vez mais comum. A divulgação das escutas entre Dilma e Lula não pode deixar de ser vista como uma forma descarada de interferir politicamente. E a justiça não pode prestar-se a este papel.

Dito isto, a verdade é que cheira a esturro. E muito. E mesmo que não passe disso mesmo, de um simples e intenso odor, é hoje um facto que Dilma quis salvar Lula da Silva da prisão quando o nomeou para o Palácio do Planalto. Foi um erro colossal. Pior. Atira a política para uma lama da qual não sairá tão cedo. Claro que nada disto seria do conhecimento público se as escutas entre Dilma e Lula não tivessem sido tornadas públicas pela justiça brasileira. Faz sentido? Não. Mas permite tirar uma conclusão? Claro que sim.

Por cá, PCP e Bloco de Esquerda falam num golpe de estado em curso no Brasil. Só isso? Os partidos que estão sempre prontos a apontar o dedo a ex-ministros que transitam diretamente para empresas privadas, (com razão muitas vezes, diga-se), que enchem a boca a falar de promiscuidade política, não têm mais nada a dizer sobre o que se passa no Governo de Dilma? Se meter alguém no governo para fugir à prisão não é eticamente condenável, então é o quê?

A culpa é da direita que quer derrubar um governo de esquerda. Tudo se resume a isto para o PCP e para o Bloco de Esquerda. Antes fosse. Infelizmente a corrupção, a falta de ética e de moral, não são exclusivos nem da direita nem da esquerda. A corrupção não tem sequer ideologia política. Porque se tivesse, provavelmente não seria um problema tão grave no Brasil, e não só.

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC