sicnot

Perfil

Anselmo Crespo

A corrupção não é de esquerda nem de direita

Anselmo Crespo

Anselmo Crespo

Editor de Política SIC

Uma das coisas que mais me irrita na política é a cegueira que ela provoca. Tolda o pensamento, retira qualquer dose de racionalidade, torna-a incoerente. E é isso que a afasta das pessoas. Algumas reações portuguesas ao caso Lava Jato são bem exemplo disso mesmo.

Comecemos pelo que se passa do lado de lá do Atlântico. Não há inocentes neste processo. Pelo contrário, há já um culpado. A justiça brasileira. Como escreveu, e bem, o Daniel Oliveira no Expresso, “procurar saídas políticas nas salas dos tribunais é preparar o país para o desastre”. Um juiz é pago para julgar factos. Não para influenciar políticas ou políticos. Entendamo-nos sobre este assunto: por intenso que seja o cheiro a esturro em torno de Lula da Silva, ele não foi julgado, nem tão pouco condenado. Querer fazê-lo na praça pública é atirar a justiça para o descrédito total. Lá, como cá, esta parece ser uma prática cada vez mais comum. A divulgação das escutas entre Dilma e Lula não pode deixar de ser vista como uma forma descarada de interferir politicamente. E a justiça não pode prestar-se a este papel.

Dito isto, a verdade é que cheira a esturro. E muito. E mesmo que não passe disso mesmo, de um simples e intenso odor, é hoje um facto que Dilma quis salvar Lula da Silva da prisão quando o nomeou para o Palácio do Planalto. Foi um erro colossal. Pior. Atira a política para uma lama da qual não sairá tão cedo. Claro que nada disto seria do conhecimento público se as escutas entre Dilma e Lula não tivessem sido tornadas públicas pela justiça brasileira. Faz sentido? Não. Mas permite tirar uma conclusão? Claro que sim.

Por cá, PCP e Bloco de Esquerda falam num golpe de estado em curso no Brasil. Só isso? Os partidos que estão sempre prontos a apontar o dedo a ex-ministros que transitam diretamente para empresas privadas, (com razão muitas vezes, diga-se), que enchem a boca a falar de promiscuidade política, não têm mais nada a dizer sobre o que se passa no Governo de Dilma? Se meter alguém no governo para fugir à prisão não é eticamente condenável, então é o quê?

A culpa é da direita que quer derrubar um governo de esquerda. Tudo se resume a isto para o PCP e para o Bloco de Esquerda. Antes fosse. Infelizmente a corrupção, a falta de ética e de moral, não são exclusivos nem da direita nem da esquerda. A corrupção não tem sequer ideologia política. Porque se tivesse, provavelmente não seria um problema tão grave no Brasil, e não só.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.