sicnot

Perfil

Anselmo Crespo

A corrupção não é de esquerda nem de direita

Anselmo Crespo

Anselmo Crespo

Editor de Política SIC

Uma das coisas que mais me irrita na política é a cegueira que ela provoca. Tolda o pensamento, retira qualquer dose de racionalidade, torna-a incoerente. E é isso que a afasta das pessoas. Algumas reações portuguesas ao caso Lava Jato são bem exemplo disso mesmo.

Comecemos pelo que se passa do lado de lá do Atlântico. Não há inocentes neste processo. Pelo contrário, há já um culpado. A justiça brasileira. Como escreveu, e bem, o Daniel Oliveira no Expresso, “procurar saídas políticas nas salas dos tribunais é preparar o país para o desastre”. Um juiz é pago para julgar factos. Não para influenciar políticas ou políticos. Entendamo-nos sobre este assunto: por intenso que seja o cheiro a esturro em torno de Lula da Silva, ele não foi julgado, nem tão pouco condenado. Querer fazê-lo na praça pública é atirar a justiça para o descrédito total. Lá, como cá, esta parece ser uma prática cada vez mais comum. A divulgação das escutas entre Dilma e Lula não pode deixar de ser vista como uma forma descarada de interferir politicamente. E a justiça não pode prestar-se a este papel.

Dito isto, a verdade é que cheira a esturro. E muito. E mesmo que não passe disso mesmo, de um simples e intenso odor, é hoje um facto que Dilma quis salvar Lula da Silva da prisão quando o nomeou para o Palácio do Planalto. Foi um erro colossal. Pior. Atira a política para uma lama da qual não sairá tão cedo. Claro que nada disto seria do conhecimento público se as escutas entre Dilma e Lula não tivessem sido tornadas públicas pela justiça brasileira. Faz sentido? Não. Mas permite tirar uma conclusão? Claro que sim.

Por cá, PCP e Bloco de Esquerda falam num golpe de estado em curso no Brasil. Só isso? Os partidos que estão sempre prontos a apontar o dedo a ex-ministros que transitam diretamente para empresas privadas, (com razão muitas vezes, diga-se), que enchem a boca a falar de promiscuidade política, não têm mais nada a dizer sobre o que se passa no Governo de Dilma? Se meter alguém no governo para fugir à prisão não é eticamente condenável, então é o quê?

A culpa é da direita que quer derrubar um governo de esquerda. Tudo se resume a isto para o PCP e para o Bloco de Esquerda. Antes fosse. Infelizmente a corrupção, a falta de ética e de moral, não são exclusivos nem da direita nem da esquerda. A corrupção não tem sequer ideologia política. Porque se tivesse, provavelmente não seria um problema tão grave no Brasil, e não só.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.