sicnot

Perfil

Joana Vasconcelos

Visto de cima: Portugal é um tesouro

Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos

Artista plástica

A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é da artista Joana Vasconcelos.

Portugal é um tesouro, mas deve estar muito bem escondido, pois poucos sabem desta riqueza.

Nos últimos tempos, difíceis, pelos motivos que sabemos, os sinais são contraditórios. A arte e a ciência, fundamentais para o crescimento, são praticamente ignoradas, Sabemos que o futuro passará sempre pela criatividade e pelo conhecimento, e, neste particular, a arte e a ciência são expoentes máximos. Alterar o paradigma retrogrado vigente é essencial. A Europa, e Portugal, em particular, não pode procurar o seu lugar na mediocridade do baixo salário, ou confiar apenas no bom clima. Deve acreditar e apostar nas qualidades excecionais do seu povo e apontar o conhecimento como a prioridade. A arte e a ciência são as fundações e os alicerces do crescimento; áreas que fortalecem e potenciam quaisquer outras atividades. Um povo motivado para a descoberta e para o conhecimento estará certamente mais bem preparado para enfrentar todos os desafios.

O atual período eleitoral é propício a promessas. Ainda assim, não há quem coloque a arte e a ciência no topo das prioridades. Aqui e ali, falam da cultura e da ciência, até assumem a evidência da sua importância, mas não há a convicta afirmação de que o modelo a seguir passará pela prioridade do investimento na cultura e na ciência. Pelo contrário, as referências parecem meras notas de rodapé dos programas eleitorais, e, nos discursos e debates, pouco falam sobre estes temas.

Mas, há em Portugal quem conheça os nossos tesouros e por isso investem com seriedade na cultura e na ciência. Tenho tido o privilégio de conhecer e trabalhar com quem também pensa e age desta forma. Por isso, destacam-se nas suas atividades, em Portugal, mas também no exterior. Apostam na arte e na ciência, porque confiam verdadeiramente na criatividade e no conhecimento; como fatores decisivos para o desenvolvimento.

É verdade, os sinais são contraditórios, mas acredito que o mapa do tesouro está a revelar-se e não serão os fantasmas do Velho do Restelo, ou do Adamastor, a impedir a aventura, a descoberta, e o conhecimento.

Sobre Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos nasceu em Paris, em 1971. Vive e trabalha em Lisboa. Expõe regularmente desde meados da década de 1990. O reconhecimento internacional do seu trabalho aumentou com a participação na 51ª Exposição Internacional de Arte – la Biennale di Venezia, em 2005. Momentos relevantes na sua carreira recente incluem o projetoTrafaria Praia, Pavilhão de Portugal na 55ª Exposição Internacional de Arte – la Biennale di Venezia (2013), a individual no Château de Versailles, em França (2012), a participação na coletiva “The World Belongs to You”, no Palazzo Grassi/François Pinault Foundation, em Veneza (2011), e a sua primeira retrospetiva, apresentada no Museu Coleção Berardo, em Lisboa (2010).

O trabalho de Joana Vasconcelos tem sido destacado em vários livros como Nature Morte, de Michael Petry (Thames & Hudson, 2013) e tem sido analisado em revistas como a Art Actuel (Stains, França); Art+Auction (Nova Iorque); Artforum (Nova Iorque); Art Press (Paris) entre outras.

A sua arte também tem sido referenciada em vários jornais internacionais, dos quais se destacam os seguintes: El Mundo (Madrid); El País (Madrid); Financial Times (Londres);International Herald Tribune (Paris); L’Express (Paris); Le Figaro (Paris); Le Monde (Paris);Libération (Paris); The Daily Telegraph (Londres); e The Independent (Londres).

Mais informação em joanavasconcelos.com

  • Visto de cima: Quem quer ser Português?

    Fernando Ribeiro

    A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é de Fernando Ribeiro, o vocalista dos Moonspell.

  • Visto de cima: Outros, x por cento

    José Luís Peixoto

    A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é do escritor José Luís Peixoto.

  • Visto de cima: "Totós" ou Campeões?

    Nuno Delgado

    A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é do judoca Nuno Delgado.

  • Visto de cima: Portugal ganhou o Euromilhões

    Nilton

    Se é do género de pessoas que se atira a um texto pelo título, fique a saber que já gastámos o dinheiro do prémio. Lamento. Com a entrada na União Europeia recebemos milhões a um nível de fartura que nunca tínhamos visto e mesmo assim conseguimos esfalfa-los de pronto e quase tão rápido quanto as vinte e quatro horas que um dia tem. Pior, ainda conseguimos gastar mais uns quantos e deixar para os pagar quem viesse a seguir.

  • Visto de cima: Às duas da tarde sentei-me e desabafei

    Carlos do Carmo

    A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é do fadista Carlos do Carmo.

  • Visto de cima: Mais união e menos confusão

    Francisco Lufinha

    A SIC pediu a várias personalidades que dessem a sua opinião sobre o atual momento que se vive no país. Todos os dias, no decorrer da campanha, é publicado aqui um artigo de cada uma dessas pessoas, ligadas às mais diversas áreas, que normalmente não são chamadas a falar sobre politica nacional. A opinião de hoje é do velejador Francisco Lufinha.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC