sicnot

Perfil

Ricardo Costa

"Bastava ter pedido desculpas ontem de manhã"

"Bastava ter pedido desculpas ontem de manhã"

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação

O pedido de demissão do ministro da Cultura era inevitável, considera Ricardo Costa, a menos que João Soares tivesse pedido de desculpa logo ontem de manhã, após a publicação do polémico post no Facebook. Contudo, diz o diretor de informação da SIC, Soares mostrou que "não tinha noção do disparate que tinha cometido". Quanto ao próximo ministro da Cultura, Ricardo Costa espera "que não seja alguém que escreva no Facebook às 7 da manhã".

  • João Soares pede demissão do cargo de ministro da Cultura

    País

    O ministro da Cultura apresentou hoje ao primeiro-ministro a demissão, invocando razões de solidariedade com o Governo. João Soares abandona o executivo na sequência do já chamado "caso das bofetadas", mas diz: "não aceito prescindir do direito à expressão da opinião e palavra".

  • As polémicas de João Soares
    2:29

    País

    O ministro da Cultura usou, esta manhã, as redes sociais para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do jornal Público. As declarações de João Soares provocaram várias reações entre os partidos políticos. Esta não é a primeira vez que o agora governante se vê envolvido em vários episódios relacionados com a sua opinião. O apoio à UNITA contra o governo de Angola, as críticas a António Costa e mais recentemente o pré-anúncio da demissão do presidente do Centro Cultural de Belém são alguns dos casos.

  • António Costa pede desculpa aos cronistas do Público
    1:17

    País

    O primeiro-ministro reagiu, esta noite, à polémica que envolve o ministro da Cultura. João Soares usou uma rede social para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do Público, que o criticaram em artigos de opinião. Questionado pelos jornalistas se mantém a confiança no ministro, António Costa não quis responder, limitou-se a pedir desculpa aos dois cronistas e disse ainda que já recordou os membros do Governo que devem ser contidos na maneira como expressam as emoções em público.

  • "Ministro de quê?", agências internacionais noticiam polémica de João Soares

    País

    As agência Reuters, France Presse e Associated Press (AP) dão hoje conta da polémica reação do ministro da Cultura aos artigos de opinião publicados no jornal Público. A Reuters refere que os críticos de João Soares exigem agora a demissão do governante e, perante inusitada reação de um responsável pela pasta Cultura, coloca a seguinte questão: "Ministro de quê?. A AP manifesta estranheza por João Soares continuar ainda no Governo.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.