Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
0:50

Mais quatro processos de contra-ordenação no caso BES

2
0:49

Problemas técnicos e humanos na origem de acidente com avioneta em Santo Tirso

3
0:53

Austeridade dificulta valorização do mérito nas instituições públicas, refere estudo

4
1:02

Comissão Europeia defende "distribuição equilibrada" dos refugiados

5
2:09

Cheias no Texas causam 17 mortes

6
2:26

Revista de imprensa de 27 de maio

7
6:50

Esclerose Múltipla afeta cerca de 6 mil pessoas em Portugal

8
1:25

Inspeção-geral diz que Paulo Núncio não foi responsável no caso da Lista VIP

9
1:13

PSD sublinha que nenhum membro do Governo faltou à verdade no caso da lista VIP

10
1:29

Ministro grego das Finanças espera conseguir acordo com o Eurogrupo no início junho

11
1:50

Alguns dos históricos do Partido Popular questionam liderança de Mariano Rajoy

12
1:32

Sevilha tenta conquistar Liga Europa pela segunda vez consecutiva

13
3:14

23 músicos angolanos lançam disco para divulgar a música do país

17:59 06.11.2012

Primeiro período de férias judiciais de 22 de dezembro a 03 de janeiro

Regime de férias judiciais, diploma relativo a projetos do PSD e do PCP, foi aprovado a 22 de outubro de 2010

O primeiro de três períodos do regime de férias judiciais anuais, fixado pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM) e publicado hoje em Diário da República, cumpre-se de 22 de dezembro a 2012 a 03 de janeiro de 2013.

Os outros dois períodos do Regulamento das Férias e Turnos Judiciais,  aprovado em sessão plenária ordinária do CSM de 16 de outubro deste ano, estão fixados de 24 de março a 01 de abril de 2013 e de 16 de julho a 31 de agosto do mesmo ano. 

O Regulamento das Férias e Turnos Judiciais teve apreciação prévia da Secção de Acompanhamento e Ligação aos Tribunais Judiciais. 

Este regime de férias judiciais, diploma relativo a projetos do PSD e do PCP, foi aprovado a 22 de outubro de 2010, no plenário da Assembleia da República, com os votos a favor do PSD, CDS/PP, Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes. Apenas PS votou contra. 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

País

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .