Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:43

Tsipras garante que tudo fará para encontrar uma solução para a crise

2
1:33

FMI diz que Grécia vai precisar de 52 mil milhões até 2018

3
2:14

Turismo é um dos principais motores da economia grega

4
1:16

António Costa acusa primeiro-ministro de uso abusivo do aparelho de Estado

5
1:32

Jerónimo acusa Governo de enganar os portugueses ao dizer que a economia está a recuperar

6
2:04

Números do desemprego e apoios aos desempregados debatidos no Parlamento

7
0:24

Ministro da presidência diz que não cabe ao Governo encontrar solução para os lesados pelo GES

8
0:24

Governo formaliza recondução de Carlos Costa como Governador do Banco de Portugal

9
1:52

Buscas no Estádio do Dragão em investigação a empresas de segurança

10
2:29

Hospital tem de pagar quase 124 mil euros por morte de bebé em agosto de 2004

11
1:55

Só 20% dos doentes mentais têm acesso a cuidados ao domicílio

12
1:53

Martunis vai trabalhar no Sporting

13
1:53

Benfica regressa ao trabalho com reforços em destaque

14
4:25

Paulo Fonseca quer Braga a "morder os calcanhares" aos "três grandes"

17:59 06.11.2012

Primeiro período de férias judiciais de 22 de dezembro a 03 de janeiro

Regime de férias judiciais, diploma relativo a projetos do PSD e do PCP, foi aprovado a 22 de outubro de 2010

O primeiro de três períodos do regime de férias judiciais anuais, fixado pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM) e publicado hoje em Diário da República, cumpre-se de 22 de dezembro a 2012 a 03 de janeiro de 2013.

Os outros dois períodos do Regulamento das Férias e Turnos Judiciais,  aprovado em sessão plenária ordinária do CSM de 16 de outubro deste ano, estão fixados de 24 de março a 01 de abril de 2013 e de 16 de julho a 31 de agosto do mesmo ano. 

O Regulamento das Férias e Turnos Judiciais teve apreciação prévia da Secção de Acompanhamento e Ligação aos Tribunais Judiciais. 

Este regime de férias judiciais, diploma relativo a projetos do PSD e do PCP, foi aprovado a 22 de outubro de 2010, no plenário da Assembleia da República, com os votos a favor do PSD, CDS/PP, Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes. Apenas PS votou contra. 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

País

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .